Governo russo quer banir as Testemunhas de Jeová



País tem 175 mil seguidores da religião

O Ministério da Justiça da Rússia encaminhou à Suprema Corte um pedido para que as atividades das Testemunhas de Jeová sejam proibidas em todo o país.

Para o governo russo, que conta com o apoio irrestrito da Igreja Ortodoxa, as TJs são uma religião de extremistas, estando, portanto, em desacordo com a lei.

A acusação se baseia na literatura da religião.

O governo pede o enquadramento dos seguidores dessa religião fundamentalista na lei aprovada em 2002 com o propósito de combater o terrorismo.

Na Rússia, há 175 mil Testemunhas de Jeová.

Os líderes da religião negam que pregam atos terroristas e afirmam que são vítimas de perseguição.

Aleksandr Dvorkin, da Associação Russa para o Estudo de Religiões e Seitas, acusa as Testemunhas de Jeová de criarem seu próprio mundo, mantendo-se isoladas da sociedade.

Com informação das agências e foto de divulgação.

Envio de correção.


Cantor Prince foi homofóbico das Testemunhas de Jeová

Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog