Tumor cerebral fazia espanhola conversar com Virgem Maria



Conversa com santa era loucura

Os médicos do Hospital General Universitário Morales Meseguer, em Múrcia, Espanha, descobriram que o que fazia uma mulher de 60 anos conversar com a Virgem Maria era um tumor cerebral conhecido por glioblastoma multiforme, o mais agressivo.

Como o tumor não podia ser retirado, de tão grande, os médicos trataram a paciente com quimioterapia, radioterapia e antipsicóticos.

Quando eles conseguiram controlar a doença, a mulher deixou de falar com a Virgem.

Contudo, ela morreu porque o seu organismo ficou debilitado e não aguentou o tratamento.

Familiares da mulher disseram que ela era feliz e otimista, até que de repente se tornou fanática pela religião.

Passava o dia todo lendo a Bíblia e outros textos religiosos.

Quando a mulher começou a se comunicar com a santa, seus familiares a levaram ao hospital.

Os médicos acreditam que o tumor alterou o lóbulo temporal direito, que é a região do cérebro associada a experiências místicas.

O caso vai contribuir para o estudo sobre o que leva as pessoas ao fanatismo religioso.

Há quem suspeite que, na história da religião, os personagens que tinham contato com o sobrenatural, como Abrão, Moisés e Maomé, sofriam de degeneração cerebral.

Com informação do site português Zap Aeiou e agências.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Esquizofrênicos Abraão, Jesus e Maomé dominam o mundo