'Religião da paz' tem orações de ódio aos não muçulmanos



Oração a Alá para a destruição dos inimigos na fé

A maioria dos islâmicos é pacífica, como, aliás, ocorre em relação aos seguidores das demais crenças.

Mas isso não significa que os imãs, inclusive os do Brasil, estejam certos quando afirmam que o “Islã é uma religião da paz”.

Não é.

Entre outras coisas porque o Islã tem orações de ódio contra os não muçulmanos (“kufar” ou, no singular, “káfir”), principalmente cristãos e judeus.

Essas orações têm como inspiração a Corão, onde há 12 versos determinando que muçulmano de verdade não deve ser amigo de káfir.

Uma oração, por exemplo, diz: "Ó Alá, puna o káfir, do Povo do Livro, pois eles impedem outros de o seguirem."

Os cristãos são o tal “Povo do Livro”, em uma referência à Bíblia.

No vídeo abaixo, Bill Warner, do Centro de Estudos do Islã Político, destaca algumas dessas orações.

Quando alguém ora cinco vezes ao dia pedindo a destruição de inimigos na fé, é de se imaginar o que pode acontecer na vida prática.




Com informação do Corão, Youtube e de outras fontes.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.



Ocidentais precisam entender que a matança é parte do Islã


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog