Notas de um ateu: por que escrevo ‘Deus’ com ‘D’ maiúsculo


De vez em quando algum leitor ateu me escreve cobrando que eu, por ser um militante ateísta, deveria escrever “deus” e não “Deus”.

No dicionário,
'Deus' e com
'D' maiúsculo
Respondo que, por ser jornalista, escrevo de acordo com as regras da língua portuguesa. Simples assim.

Além do mais, escrever “Deus” com maiúscula ou minúscula não torna ninguém mais ou menos ateu.

Outra coisa é que não me considero um militante ateu, embora uns e outros, para o bem ou para o mal, me achem assim.

Sou um jornalista ateu, isso sim.

Aliás, acho que os militantes, independentemente da causa que tenham, são chatos, porque só conversam sobre um tema.

Conversar com um militante vegano, por exemplo, não é agradável, da mesma forma que não é com um cristão fanático.

Pessoa plural tem muito mais a me oferecer.

Voltando ao foco deste post: as informações que reproduzo neste site são do ponto de vista não confessional, em contraposição à imprensa, e não ateísta.

Aqui sempre haverá o “outro lado” da informação, inclusive crítica ao ateísmo, quando for o caso.

Tenho a pretensão de que este site seja lido por crentes e descrentes

Escrever “deus”, em minúsculo, mesmo que isso esteja mais de acordo com minha convicção, causaria estranhamento em religiosos. E eu não quero afastá-los.

O grande erro da maioria dos sites e páginas ateístas no Facebook é se dirigir exclusivamente aos ateus, para convencer quem já está convencido sobre os males da religião.

É isso.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Por que devo escrever 'deus' se não acredito em divindade?

Notas de um ateu.