Lei Alan Turing perdoa gays e bissexuais no Reino Unido



Uma lei chamada de Alan Turing concedeu postumamente perdão a milhares de gays e bissexuais do Reino Unido que sofreram a injustiça de ser acusados ou condenados por causa de suas atividades homossexuais.

Alan Turing
 Turing é o pai da computação moderna 

Um desses injustiçados foi o matemático Turing (1912-1954), na foto.

Homossexual e ateu, ele é o pai da computação moderna.

Aos 24 anos, projetou uma máquina que manipulava símbolos.

Dois anos após ter sido condenado à castração química, ele se suicidou.

Em setembro de 2009, o governo britânico pediu desculpas póstumas pela perseguição ao matemático.

Em 2013, ele foi perdoado, mas sua família pediu então que o mesmo fosse feito com outros homossexuais.

Há quem critique o uso da palavra “perdão” porque isso implica que os gays foram culpados pela prática de sua sexualidade.

Com informação das agências e foto de domínio público.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Malafaia atribui união gay ao modelo ateísta de sociedade

Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog