Importância do cristianismo para jovens alemães é zero



Do total de alemães de 18 a 34 anos, 0% acha que o cristianismo é importante para a sua identidade nacional.

Associação do 
cristianismo com
a nacionalidade
A pesquisa foi feita pelo Pew Resarch Center de 4 de abril a 29 de maio de 2016. Os resultados foram divulgados neste início de 2017.

Em 14 países, o instituto americano entrevistou 14.514 pessoas sobre quais são, para elas, os quesitos importantes que fazem os indivíduos pertenceram a uma nacionalidade.

Países Baixos e Suécia também se destacaram, com apenas 2% citando o cristianismo.

Até a Espanha, país de forte tradição católica, a taxa foi baixa, de 7%.

Na mesma faixa etária, os gregos estão no extremo oposto.

Do total deles, 39% declararam que o cristianismo faz parte de sua identidade nacional.

Em seguida aos gregos vêm os poloneses (29%), italianos (26%) e húngaros (20%). Ver no gráfico outras nacionalidades.

A associação do cristianismo à identidade nacional aumenta à medida que se analisa a população mais velha.

Na Grécia, por exemplo, 65% das pessoas com mais de 50 anos têm como base essa referência.

O que fica evidente nessa pesquisa, como em outras, é que a população de países europeus se distancia cada vez mais do cristianismo com a sucessão das gerações.

Com informação do Pew Resarch Center.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.



Igreja Católica da Alemanha vai fechar 75 paróquias em 7 anos

Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog