Igreja quer ser indenizada por ter de sair de terreno público


Pastores pediram dinheiro para
sair do terreno que invadiram
A Igreja da Paz, evangélica, entrou com pedido para ser indenizada pela prefeitura de Cuiabá (MT) por ter de sair de seu templo, que foi construído em terreno público.

A prefeitura teve que recorrer à Justiça para obter a reintegração de posse de terreno, o que foi obtido por uma liminar concedida em 24 de julho de 2013.

Diante da sentença, os pastores da igreja informaram que iam deixar o local, mas queriam uma indenização por conta das benfeitorias feitas no terreno.

Eles apresentaram o pleito à Justiça, mas no dia 16 de fevereiro de 2017 o juiz Agamenon Alcântara Moreno Junior, da Terceira Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, recusou a demanda e confirmou a reintegração de posse do terreno.

O juiz também condenou os pastores a pagar pelas custas processuais e honorários advocatícios, fixados em 10% sobre o “valor atualizado da causa”.

O terreno atualmente ocupado pela igreja será incorporado ao percurso do VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos).


Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog