Ateísmo como postura causa estranhamento, diz pesquisador


Quem não acredita em Deus sofre rejeição no Brasil porque, aqui, o ateísmo como postura pública é recente, e as pessoas não compreendem isso, causando estranhamento.

Quintanilha diz
ateísmo declarado
é posição nova
 
A avaliação é do pesquisador Rafael Quintanilha.

“A posição ateísta é pouco legitimada, é uma posição nova."

Formado em ciências humanas pela USP, ele integra o projeto “Religião, Direito e Secularismo”, com financiamento da Fapesp.

Quintanilha disse que a palavra “ateu” é, por si só, negativa.

Por isso, acrescentou, há ateus que preferem ser identificados como humanistas.

“No exterior, é mais comum encontrar grupos que evitam o termo ateísmo e dão preferência à palavra 'humanista', como a União Internacional Ética e Humanista.”

Com informação do Uol.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Neurocientista Suzana diz sofrer discriminação por ser ateia