7 questões que governantes das TJs se recusam a esclarecer



por Emerson Alves Borges

1 — A Sociedade Torre de Vigia (ou Corpo Governante) cometeu diversos erros ao longo dos anos quando se pronunciou sobre assuntos como vacinas, transplantes de órgãos, frações de sangue, serviço civil alternativo e datas para o fim do sistema de coisas (1874, 1914, 1915, 1918, 1920, 1925, 1941, 1975 e 2000). Além disso, mudou e voltou atrás em diversos ensinos e doutrinas.

Portanto, como pode tal organização dizer que é dirigida por Deus? Será que foi Deus que orientou a Torre de Vigia a fazer todas as declarações acima? Foi Deus que se enganou em suas orientações ou o Corpo Governante não é quem diz ser?

2 — Segundo o livro "Clímax de Revelação", páginas 195 e 247, a Sociedade identificou a ONU como a “imagem da fera” e a “fera cor de escarlate”. O livro "Profecia de Isaías", volume 1, página 153, afirma que a ONU vai tentar aniquilar as Testemunhas de Jeová.

Portanto, como explicar a parceria secreta de mais de 10 anos da Torre de Vigia com a ONU exposta pelo jornal britânico The Guardian num artigo de 8 de outubro de 2001?

Como justificar a associação da Watchtower Bible and Tract of New York (principal entidade controladora dos interesses jurídicos das Testemunhas de Jeová) com o Department of Public Information (departamento de relações públicas da ONU)?

Por que depois de exposto este relacionamento através de provas documentais a Torre de Vigia apressadamente pôs fim a essa parceria?
Quantas pessoas 
morreram por causa da
 proibição das vacinas? 
    
3 — Por que durante os anos 60 a Torre de Vigia proibiu a aquisição da carteira de identidade do partido único no Malauí,  provocando perseguição, encarceramento, assassinatos e estupros de milhares de Testemunhas de Jeová ("Livro Proclamadores", página 674), enquanto na mesma época permitia no México que seus adeptos pagassem propina para receberem um documento militar, no qual constava falsamente que a pessoa já havia prestado o serviço militar? 

Não existe responsabilidade sobre a Sociedade pelo encarceramento e morte de muitos jovens em razão da proibição do serviço militar alternativo, liberado apenas em 1996?
    
4 — Não existe culpa de sangue sobre a Sociedade pelas pessoas que morreram ou ficaram gravemente doentes por obedecerem às proibições das vacinas (1923-1952), dos transplantes de órgãos (1967-1980) e das 'frações menores de sangue', todos permitidos hoje em dia?

Por que é proibido receber glóbulos brancos (leucócitos) através de transfusão se no colostro (aquele leite mais amarelado dos primeiros dias de aleitamento) contém mais glóbulos brancos do que uma mesma quantidade de sangue?

Se receber leucócitos na veia é proibido, por que comê-los não é? Estaria Deus burlando a sua própria lei do sangue? 

Se ele nos proibisse de passar por um tratamento intravenoso à base de glóbulos brancos, criaria um sistema pelo qual os comemos literalmente, indo direto para o nosso sistema digestivo? 

Estaria a criação de Deus indo contra sua lei? Como vocês explicam isso? Por que é permitido receber frações de sangue mas é proibido doar sangue? Então é permitido ser beneficiado do erro de alguém que doou o sangue?

5 — Como pôde Cristo (supostamente presente entre nós desde 1914) ter aprovado em 1919, após uma inspeção, apenas a Sociedade Torre de Vigia como "Escravo Fiel designado sobre seus bens", se na época da inspeção e por anos depois a Sociedade estava envolvida com piramidologia [de pirâmides], símbolos ocultistas, comemorações pagãs, uso da cruz, culto a personalidade, participação na I Guerra e no apoio aos aliados ("Proclamadores", páginas 191, 200, 201)?

6 — Segundo a Sociedade Torre de Vigia, de 33 EC até 1935 EC, todos os que se tornaram genuínos cristãos eram parte dos 144.000 [com lugar no céu]. 

Conforme "A Sentinela" de 01/02/1981, página 24, a de 01/02/1982, página 15, e "Despertai!" de 22/11/1988, página 19, grupos da Idade Média como os Valdenses, Lolardos, Anabatistas e Socinianos eram cristãos genuínos.

Portanto, como é possível que durante quase 2.000 anos só tenha existido 144.000 cristãos genuínos?

Não diz o relato de Atos 2:41 que em apenas em um dia foram batizados 3.000? Não indica a história que tem havido milhões de genuínos cristãos desde os tempos da igreja primitiva?

7 —  Por que Deus matou o filho de Davi, o filho de Faraó e de todos os egípcios, os filhos dos habitantes de Sodoma e Gomorra, os filhos dos destruídos pelo dilúvio, os filhos das pessoas de todas as nações cananeias que foram dizimadas na conquista da terra prometida, quando a própria lei de Deus diz claramente: “Os pais não devem ser mortos por causa dos filhos e os filhos não devem ser mortos por causa dos pais, cada um deve ser morto pelo seu próprio erro”. (veja também 2ª Crônicas 25:4 e Jeremias 31:29)? 

Por que as crianças que são filhos dos "mundanos" serão destruídas no Armagedom se elas nem desenvolveram sua personalidade? 

Podemos dizer com plena certeza que o filho seguirá o caminho dos pais, se estes forem iníquos? 

Por que nestes casos Deus está indo contra sua própria lei?

Testemunhas de Jeová já previram o
 fim do mundo em nove datas diferentes

Esse texto foi extraído do "Tudo o que você sempre quis saber sobre as Testemunhas de Jeová mas tinha medo de perguntar", O título é de autoria deste site.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.