Estado laico não pode se fechar para transcendência, diz papa

O papa Francisco admitiu que um Estado Laico é melhor do que um Estado confessional, mas criticou o laicismo que “fecha as portas à transcendência”.

Rápido avanço da
laicidade na Europa
preocupa Francisco
Trata-se de uma “herança que o Iluminismo nos deixou”, disse ele ao semanário católico belga Tertio.

Argumentou que a transcendência faz parte da essência humana.

A manifestação de Francisco pode ser entendida como uma crítica a países como a França, onde o Estado laico tem sido levado a sério, impondo a ideia de que religião é uma questão de fórum intimo, de cada uma das pessoas, e não da sociedade como um todo.

Nesse sentido, a religião tem de ser banida do espaço público.

Com informação do Tertio. 

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Tribunal manda cidade francesa tirar Virgem Maria de parque