Argentina prende ex-freira acusada de abusar de menina

A polícia da Argentina prendeu a ex-freira Maria Alicia Pacheco (foto) sob a acusação de abuso sexual de uma menina em 2002.

Irmã Micaela
protagoniza mais
um escândalo
A também ex-freira Maria Gracia Ramia Damario (na foto abaixo), hoje com 24 anos, disse às autoridades que quando tinha menos de 13 anos começou a sofrer assédio da então irmã Micaela, nome religioso de Pacheco.

Damario afirmou que o primeiro assédio ocorreu em uma sala da paróquia de Salta, cidade ao norte do país.

“[Nesta primeira vez] ela não tentou me beijar, mas chorou dizendo que estava apaixonada por mim”, disse.

Damario contou que passou a ser importunada pelo telefone e pessoalmente com pedido de relações sexuais.

Ela disse que em uma oportunidade, ao término da apresentação de um programa da paróquia no rádio, em uma sala fechada, Micaela começou a beijá-la.

“Ela subiu em cima de mim e começou a se mover [simulação de ato sexual]”.

Ultimamente, a Igreja Católica da Argentina tem estado no centro de vários escândalos sexuais, com a detenção de sacerdotes.

Um dos detidos é o padre Ruben Rosa Torino, fundador do Instituto Discípulos de Jesus San Juan Bautista.

É a mesma congregação das duas ex-freiras.

Damario desistiu de ser freira por causa dos abusos
Com informação da imprensa argentina e fotos de divulgação.

Envio de correção.

Grupo de discussão no WhatsApp.


Mulher belga afirma que sofreu abuso de freira em orfanato


Postar um comentário