Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Muçulmanos brasileiros viram réus em ação de terrorismo

O juiz federal Marcos Josegrei da Silva aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF) contra oito muçulmanos brasileiros.

Suspeitos estariam
planejamento um
atentado à Olimpíada
Eles passam a responder por crimes como promoção de organização terrorista, associação criminosa, incentivo de crianças e adolescentes à prática de atos criminosos e recrutamento para organização terrorista. É a primeira ação penal por terrorismo no Brasil.

O grupo foi identificado pela Operação Hashtag, antes da Olimpíada do Rio de Janeiro.

Na sexta (16), dia em que o MPF ofereceu a denúncia, o juiz determinou que a prisão temporária dos oito fosse transformada em convertida, ou seja, eles ficam detidos por tempo indeterminado. Todos estão presos na Penitenciária Federal de Campo Grande (MS).

Réus e os crimes:

Alisson Luan de Oliveira - promoção de organização terrorista, associação criminosa e corrupção de menores

Leonid El Kadre de Melo - promoção de organização terrorista, associação criminosa, corrupção de menores e recrutamento para organização terrorista

Oziris Moris Lundi dos Santos Azevedo - promoção de organização terrorista, associação criminosa e corrupção de menores

Israel Pedra Mesquita - promoção de organização terrorista, associação criminosa e corrupção de menores

Levi Ribeiro Fernandes de Jesus - promoção de organização terrorista, associação criminosa e corrupção de menores

Hortêncio Yoshitake - promoção de organização terrorista, associação criminosa e corrupção de menores

Luís Gustavo de Oliveira - promoção de organização terrorista, associação criminosa e corrupção de menores

Fernando Pinheiro Cabral - promoção de organização terrorista e associação criminosa

Com informação das agências

Corão legitima uso do dízimo no financiamento ao terror



Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...