Justiça manda Valdemiro devolver passaporte especial



O juiz federal em São Paulo Hong Kou Hen suspendeu o passaporte diplomático que o governo de Dilma concedeu a Valdemiro Santiago, chefe da Igreja Mundial, e à mulher dele, Francileia de Castro Gomes de Oliveira.
Trata-se da terceira decisão liminar que cassa o privilégio desfrutado pelo pastor.

Portadores desse documento têm tratamento diferenciado nos aeroportos, como não ter de enfrentar fila.

Valdemiro e Francileia têm dez dias para entregar o passaporte.

Em julho, a Justiça já tinha suspendido o passaporte especial de R.R. Soares, da Igreja, da Igreja Internacional da Graça de Deus.

Pastor terá de devolver o documento em dez dias

Com informação das agências



Milagreiro Valdemiro procurou médico para curar seu joelho
Postar um comentário