Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Ex-coronel PM estuprador é tido como um 'cruzado da fé católica'

Chavarry Duarte foi da irmandade
 de Nossa Senhora da PM carioca
por F.G.
para Paulopes

Pedro Chavarry Duarte (foto), 62, preso na rua Barreiro, no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro por estupro a uma menininha de 2 anos de idade, tem muitas faces.

Cara de avô simpático, policial militar aposentando, assumiu  várias vezes a presidência da Caixa Beneficência da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, reeleito com um projeto de distribuição de benefícios aos policiais.

Ele também gosta de posar como defensor incondicional dos servidores estaduais e como cruzado da fé católica.

De acordo com o website da Caixa Beneficente da PM do Rio, o coronel reformado,  mesmo na função "presidente da Caixa Beneficência, sempre mostrou o seu lado de fé".  E continua: "Católico Apostólico Romano, Chavarry  já foi diretor e conselheiro da irmandade de Nossa Senhora das Dores da PM e pratica sua fé com os irmãos da paróquia São Marcos na Barra da Tijuca e as terças-feiras na capelania do Quartel General da PM com o padre Marcelo Paiva".

Chavarry também divulga a imagem de um homem que sacrifica a família em razão de responsabilidades comunitárias.

Em entrevista de 2011, publicada no site da Caixa Beneficente do PM carioca, vê-se a construção de imagem de homem dedicado.

"Após, uma carreira de 37 anos, em que não tive Carnaval, Natal e Ano Novo, assumi uma empreitada dessa magnitude (a presidência da Caixa Beneficente )", diz.

Ele lamenta que o compromisso ocupe o tempo que poderia dedicar à família. "Eu deveria estar aposentado e curtindo mais a minha família. Eles [sic] têm, infelizmente, ficado em segundo plano."

Chavarry Duarte ingressou na corporação aos 19 anos. Bacharelado em Direito, passou pelo gabinete de quatro comandantes gerais, foi relações-públicas da PM e membro da mesa diretora  da irmandade de Nossa Senhora das Dores da Polícia Militar.

Em 2014, ele foi candidato a deputado federal pelo Rio, pelo Partido Social Liberal, mas não foi eleito.

Com informação e foto do site da Caixa Beneficente da PM do Rio e de outras fontes.

Padre pedófilo só teve de rezar Ave-Maria para ser perdoado


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...