Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Arcebispo brasileiro que acobertava pedófilos renuncia

O titular da Arquidiocese da Paraíba, dom Aldo di Cillo Pagotto (foto), pediu renuncia do cargo e o papa Francisco aceitou imediatamente.

Dom Aldo Pagotto
 também é acusado de
promover orgia gay
Pagotto já vinha sendo investigado pelo Vaticano por estar acobertando padres e seminaristas expulsos de outras dioceses por abusar de crianças e adolescentes.

O arcebispo admitiu em sua carta renúncia ter cometido erros “por confiar demais, numa ingênua misericórdia”.

"Acolhi padres e seminaristas, no intuito de lhes oferecer novas chances na vida. Entre outros, alguns egressos, posteriormente suspeitos de cometer graves defecções, contrárias à idoneidade exigida no sagrado ministério."

Também há acusação de fiéis de que Pagotto promovia orgia gay em dependência da igreja.

Ele teve um caso com um rapaz de 18 anos que teria ficado abalado psicologicamente.

O apelido de Pagotto seria Dom Trepa. Padres que supostamente participavam das orgias também tinham codinomes, como Monja Vanessa, Louca da Diocese, Roela Creca, Belinha, Carlinha e Cacá.

O arcebispo desmentiu essas informações dizendo que se trata de uma campanha “difamatória” de um blog.

O papa aceitou a renúncia de Pagotto com base no Código de Direito Canônico, cujo artigo 401, no parágrafo 2º, se refere a ”bispo diocesano que por doença ou por outra causa grave se tiver tornado menos capacitado para cumprir seu ofício é vivamente solicitado a apresentar a renúncia do ofício".

Com informação das agências e foto de divulgação.

Filme americano sobre pedofilia na Igreja cita casos brasileiros






Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...