Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Livro rompe o mito de que ateu é pessimista em relação à vida

da Livraria da Folha

Há quem pense que aqueles que não acreditam em Deus são incapazes de fazer o bem e agir ética e moralmente em sociedade.

Filósofo propõe
uma forma de
pensar o mundo
O filósofo britânico Julian Baggini explica no livro "Ateísmo" que a realidade não é bem assim. No lançamento da L&PM ele apresenta uma introdução ao tema e mostra que "não há nada que impeça os ateus de acreditar na moralidade, em um sentido para a vida ou na bondade humana."

Sem desrespeitar nenhum tipo de crença, o autor traduz o significado de conceitos como dogma, agnoticismo e teísmo. Na obra ele rompe com o mito de que o ateísmo equivale a uma posição pessimista e negativa da vida.

Baggini revela que foi criado em uma escola católica, um ambiente religioso ameno e benigno, mas que ao terminar os estudos havia se tornado ateu.

O livro, uma introdução ao tema, tem tradução de Guilherme da Silva Braga. Em 144 páginas o filósofo revela aspectos potencialmente nocivos e indesejáveis de religiões que pressupõe um ou mais deuses e defende que, na essência, o ateísmo é uma forma empoderadora de raciocinar sobre o mundo e a existência.

Livro relata história do ateísmo a partir de perspectiva positiva






Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...