Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Na Suíça, muçulmanos se negam a apertar mão de professoras

Alunos muçulmanos de uma escola na cidade de Therwil, na Suíça, se recusam a apertar a mão de professoras porque isso, alegam, viola sua crença religiosa.

Muçulmano não aperta
mão do 'ser inferior'
que é a mulher
Na escola, existe uma tradição de aperto de mãos entre professores e alunos, para uma melhor interação entre eles.

Os muçulmanos pressionaram a direção da escola, que acabou concordando abrir exceção para eles.

A decisão não agradou a população da cidade, cujos líderes argumentam que são os muçulmanos que têm de se adaptarem aos costumes locais, e não a escola a dogmas preconceituosos do islamismo.

O Conselho Central da Suíça Islâmica emitiu nota defendendo os estudantes com o argumento de que eles estão sendo alvo de intolerância religiosa.

Simonetta Sommaruga, ministra da Justiça da Suíça, disse que os adolescentes muçulmanos não deveriam ser autorizados a derrubar um costume cultural que significa respeito pelas pessoas, umas pelas outras.

Na cultura islâmica, a mulher é uma espécie de subumano, não tendo os mesmos direitos dos homens.

Com informação da BBC e de outras fontes.







Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...