Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

domingo, 24 de abril de 2016

Apologista diz que Hitchens pensou em se tornar cristão

O apologista evangélico Larry Alex Taunton escreveu um livro onde relata que o militante ateu Christopher Hitchens (1949-2011), autor de “Deus não é grande”, chegou a considerar a possibilidade de se converter ao cristianismo, ao final de sua vida, quando estava com um câncer no esôfago.

Ateus acusam
Taunton de mentir
para vender livro
Ateus e amigos do escritor estão furiosos com Taunton, porque, afirmam, Hitchens, que fazia críticas contundentes ao cristianismo, jamais chegaria a tanto.

O acadêmico Steve Wasserman, amigo de 30 anos de Hitchens, por exemplo, disse que Taunton escreveu um livro mesquinho e insidioso que desrespeita a memória do ateu.

Há também quem diga que Taunton distorceu fatos com o propósito de vender o livro. De fato, The Faith of Christopher Hitchens: The Restless Soul of the World’s Most Notorious Atheist tem feito sucesso, principalmente entre os militantes religiosos.

Taunton e Hitchens tiveram uma amizade de três anos.

No livro, Taunton escreveu que Hitchens, por ter levado uma vida de rebeldia contra Deus, chegou a olhar para “as profundezas da eternidade, oscilando à beira da crença”.

"Christopher tinha dúvidas ... e essas dúvidas o fizeram procurar cristãos e contemplar conversão religiosa."

Ainda assim — escreveu Taunton — não há informação de que Hitchens tenha se convertido no leito de morte.

Em 2010, já gravemente doente, Hitchens disse em uma entrevista que circulavam boatos de que ele ia se converter, e que ninguém acreditasse nisso, de tão ridículo que era.

Com informação Religion News Service e de outras fontes e foto de divulgação.






Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...