Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

quarta-feira, 2 de março de 2016

Imã de mesquita da Dinamarca prega chibatadas a adúlteros

do Sputnik News

A emissora dinamarquesa TV2 filmou com uma câmera escondida o momento em que um imã da Dinamarca ensina para um grupo de muçulmanas o que seria a punição “correta” para a traição conjugal em sua religião: chibatadas ou apedrejamento até a morte.

El-Saadi prega
sharia em
país alheio
Em vídeos criados para promover a mesquita Grimhøj, na cidade de Aarhus, o imã Oussama El-Saadi  (foto) afirma que respeita todas as leis da Dinamarca, e incentiva os muçulmanos a participar da sociedade dinamarquesa.

No entanto, as filmagens da TV2 mostram como o imã Abu Bilal revela quais são, na sua opinião, as regras corretas de punição islâmica para um adultério. Tudo isso acontece em pregações sobre a lei sharia para mulheres e crianças.

“Se o cônjuge infiel — homem ou mulher — comete o adultério, (…), ele deve ser apedrejado até a morte. Se for uma jovem, a punição será as chibatadas”, diz Bilal.

Após a transmissão pela TV2, Oussama El-Saadi explicou aos jornalistas que se tratava apenas de uma explicação da sharia.

Em 2014, o imã Abu Bilal, que ensina a lei soaria na Dinamarca, foi condenado a pagar uma multa de 75 mil coroas dinamarquesas por instigar a matança de judeus durante a sua visita à uma mesquita em Berlim.





Maioria dos muçulmanos quer adoção da sharia, mostra estudo




Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...