Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Terras da Igreja em Uganda são usadas para exploração infantil

Igreja Católica arrendou suas terras
para empresa de cultivo de chá
Uma empresa que arrenda terras da Igreja Católica em Kabale, uma aldeia nas colinas do sudoeste da Uganda, explora o trabalho de crianças menores de 10 anos em plantações de chá.

A BBC apurou que, nessas terras, a Kigezi Highland Tea Limited. paga a crianças de US$ 0,30 a US$ 0,60 por dia.

O trabalho é duro: além de capinar as terras, as crianças têm de pegar plantas de chá na base de uma colina e levá-las para o topo, onde serão cultivadas.

A reportagem tentou falar com o bispo Calisto Rubaramira, da diocese de Kabale. Ele mandou avisar que não tinha tempo para falar com jornalista.

A exploração de mão de obra infantil é um grave problema em Uganda.

A lei determina que somente jovens a partir de 14 anos podem trabalhar, para não prejudicar seu aprendizado escolar.

Ainda assim, a ONU estima que existem no país três milhões de crianças fazendo algum tipo de trabalho.

Quando esteve em novembro de 2014 na África, o papa Francisco condenou o fato de as crianças do continente serem vítimas históricas de exploração.

A reportagem da BBC recomendou ao papa que procurasse saber sobre o envolvimento de sua própria igreja nesse tipo de abuso.

Terra da Igreja se sobressai nas plantações





Grife cristã usava pessoas em condições análogas à escravidão

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...