Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Seminarista americano planejava estuprar bebê

A polícia de Ohio (EUA) prendeu na semana passada o seminarista católico Joel Wright (foto), 23, sob a acusação de que estava planejando viagem à Tijuana (México) com o propósito de estuprar um bebê de um ano e uma menina de quatro, em um hotel.

Joel Wright estava
negociando compra
de criança no México 
Em novembro de 2015, Wright postou um anúncio para adoção de crianças naquela cidade mexicana, levantando suspeitas de autoridades que combatem a pedofilia.

Passando-se por guia de turismo, um policial respondeu ao anúncio, mantendo contato por e-mail com o seminarista.

De acordo com a polícia, Wright acabou admitindo ao falso guia que pretendia “adotar ou possuir” uma criança com menos de três anos para ter relações sexuais com ela e filmar tudo.

Ao investigar o seminarista, a polícia descobriu que em julho de 2014 ele já tinha tentado adotar uma criança para abusar dela.

Com essa informação, a polícia decidiu prender o seminarista. O falso guia de turismo combinou encontrá-lo em San Diego, em cujo aeroporto Wright foi preso. Ele estava com US$ 2.000 e em sua bagagem havia roupas de bebê.

O seminarista já tinha comprado passagem de avião para a viagem ao México.

Ele nasceu com glaucoma. Em 2010, ganhou um prêmio por seu trabalho voluntário de conscientização sobre a doença.

Estudava para ser padre no Colégio Pontifício Josephinum, em Columbus, Ohio. O colégio o expulsou.

Com informação das agências e foto de divulgação.





Filme americano sobre pedofilia na Igreja cita casos brasileiros

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...