quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Frei de Belém pede a fiéis jejum de WhatsApp na quaresma

Aparentemente o frei Arilson Lopes (foto), de Belém (PA), não ficou sabendo que o papa Francisco disse recentemente que as redes sociais são uma dádiva de Deus, porque ele pediu aos fiéis de sua paróquia que, durante a quaresma, façam jejum de WatsApp e Facebook.

Lopes apelidou
o aplicativo de
'Diabozap'
"Antes, eu recomendava aos fiéis que deixassem de ver novelas na Quaresma, depois pedi que não usassem o Orkut e neste ano incluí o Facebook e o WhatsApp", disse o frei Arilson Lopes ao repórter José Marques, da Folha de S.Paulo.

Lopes, que gravou um vídeo com sua recomendação, apelidou o WhatsApp de “Diabozap”, porque, segundo ele, o aplicativo estimula a infidelidade conjugal.

Mas o próprio frei não está se submetendo ao jejum tecnológico porque o repórter se comunicou com ele por intermédio do WhatsApp. O sacerdote deu a desculpa de que o aplicativo está liberado para “evangelizar”.

No Brasil, outros sacerdotes sugeriram aos fiéis que não acessem a rede social durante a quaresma. Alguns fiéis estão fazendo o jejum, mesmo sendo prejudicados em suas comunicações profissionais.

Com informação da Folha de S.Paulo.





Evangélico antitecnologia prende filho por uso de celular

Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...