Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Coreia do Sul aprova cobrança de imposto de religiosos

Lei se baseou no princípio de que
o sistema fiscal vale para todos
O parlamento da Coreia do Sul aprovou nesta quarta-feira (9 de dezembro de 2015) lei instituindo a cobrança de impostos dos religiosos — monges, pastores e padres, entre outros sacerdotes.

O tema estava sendo discutido no país havia 40 anos. Em 2012, o governo propôs a lei com base no princípio de que todos os cidadãos têm de se submeterem ao mesmo sistema fiscal.

A Coreia do Sul é uma república presidencialista. Tem população de 49 milhões de pessoas — metade não segue qualquer religião.

O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do pais é de 0,891, que é muito elevado, o 15% maior do mundo.

Os políticos demoraram em aprovar a lei porque temiam sofrer retaliações de lideranças religiosas. De fato, houve reações, mas não na proporção que se temia.

O país tem 364 mil sacerdotes.

Os padres já pagam voluntariamente imposto desde os anos 90, em uma experiência que a Igreja Católica não adotou em outro país.

Com informação das agências. 





Ninguém cogita taxar as igrejas, apesar de rombo na economia

Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...