Paulopes

Religião, ateísmo, ciência e astronomia

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Pastor americano afirma que não existe muçulmano bom

Fanatismo cristão ataca
os terroristas de Alá
Ao comentar o ataque do Estado Islâmico a Paris, o pastor Maury Davis, de uma megaigreja em Madison (EUA), afirmou no culto de domingo (15) que não existe “nenhuma coisa como um muçulmano bom”.

"Peço desculpas, mas o único bom muçulmano que existe é o convertido. [Porque] não existe um bom muçulmano. Mohammed era pedófilo. Era um homem de violência e assassinato que perseguiu judeus e cristãos”.

Apesar dessas afirmações, entre o fanatismo cristão de Davis e o dos terroristas islâmicos há muitas coisas em comum, ainda que, em termos de violência física não haja comparação, por motivo óbvio.

O fato é que ambos os fanatismos querem impor seus dogmas a todos, são intolerantes para com os homossexuais,  ateus e pessoas de outras religiões, são machistas, não reconhecem o poder de decisão que as mulheres têm sobre o seu corpo, e por aí vai.

Uns e outros são o lixo da civilização.

O mundo ocidental tem, claro, de rejeitar os insanos do islã, mas também os dementes do cristianismo.

Com informação das agências. 





Professor de escola islâmica espanca menino até a morte
Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...