quinta-feira, 29 de outubro de 2015

UE dá prêmio a blogueiro ateu saudita condenado à prisão

Badawi já sofreu
50 chicotadas de
um total de mil
A UE (União Europeia) concedeu o prêmio direitos humanos e liberdade de pensamento ao blogueiro ateu saudita Raif Badawi (foto), que foi condenado a 10 anos de prisão e a 1.000 chicotadas sob a acusação de ter insultado o Islã.

Em janeiro de 2015, a Justiça saudita aplicou ao ateu as primeiras 50 chibatadas (foto).

O britânico Syed Kamall, membro da assembleia europeia que anunciou o nome de Badawi para o prêmio, disse que a Arábia Saudita, ao prender o blogueiro, vai reforçar o anseio da população “pela liberdade de expressão”.

Mas há dúvida de que isso possa acontecer com uma população de muçulmanos.

Entidades humanistas e de direitos humanos estão pressionando o governo saudita para liberar Badawin de modo que ele possa morar em um dos países dispostos a recebê-lo. O Canadá já concedeu asilo à mulher e aos três filhos do blogueiro.

Embora as chibatadas serão “pagas” à prestação, Badawin não resistirá à sequência delas, na avaliação de médicos.

As autoridades sauditas prenderam Badawi no dia 17 de junho de 2012. Por ser ateu, ele corre o risco de sofrer hostilidades dos próprios detentos.

Uma lei recente incluiu o ateísmo no rol das atividades terroristas.

Com informação das agências e foto do site Prima News.





Arabia Saudita decapita mulher acusada de praticar bruxaria

Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...