Estado Islâmico usa drone para mostrar uma decapitação

Homem foi morto
sob a acusação de
ter insultado Alá
O Estado Islâmico divulgou a execução de um iraquiano na província de Anbar em um vídeo de alta resolução gravado com a ajuda de um drone, informou o portal International Business Times.

A gravação mostra um jovem de cerca de 20 anos, com os olhos vendados e ajoelhado em uma praça cercada de espectadores.

A decapitação ocorreu presumivelmente na cidade de Ramadi, na província iraquiana de Anbar.

De acordo com a sentença enunciada no vídeo por um juiz da Sharia – lei islâmica pregada pelos terroristas sunitas nos territórios sob seu controle –, o homem foi decapitado em público por ter “insultado Alá”.

O drone lentamente a ganhou altura enquanto o carrasco levantava sua espada sobre o pescoço da vítima. Na última imagem, o corpo do iraquiano aparece deitado em uma poça de sangue.

As forças de segurança do Iraque, apoiadas pelos ataques aéreos da coalizão liderada pelos EUA, conduzem uma operação a oeste de Ramadi, que se encontra sob o domínio do Estado Islâmico desde maio.


Ramadi está ocupada pelos terroristas desde maio

Com informação das agências.





PF prende suspeitos de serem seguidores do Estado Islâmico