quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Governo cede a religiosos e extingue Comitê de Gênero

Fundamentalistas
continuam impondo
seus caprichos
O governo da presidente Dilma mais uma vez se curvou a pressões de fundamentalistas evangélicos e católicos e extinguiu o Comitê de Gênero, do Ministério da Educação, substituindo-o pelo Comitê de Combate à Discriminação.

O antigo comitê se proponha a “enfrentar as desigualdades de gênero”, adotando “conteúdos curriculares que contemplem e respeitem as diversidades relativas ao gênero”, além combater o preconceito, a discriminação e a violência.

Já o Comitê de Combate à Discriminação, no relato de seus objetivos, não faz qualquer menção a “desigualdades de gênero”.

A extinção do Comitê de Gênero foi feita sem alarde, como se tivesse havido apenas uma mudança de nome, e não de propósitos.

Nessa questão, o governo já tinha se submetido aos caprichos da bancada religiosa, ao retirar a abordagem sobre gênero no PNE (Plano Nacional de Educação), para que o documento fosse aprovado na Câmara dos Deputados.

O Estado brasileiro é laico. Ou deveria ser, se o próprio governo e parlamentares levassem a Constituição a sério.

Com informação das agências.





Congresso não pode ter bancada religiosa, diz procuradora

Postar um comentário

Posts mais compartilhados na semana

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...