Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Vídeo flagra funcionária em quarto de líder batista dos EUA

Jimmy Epting
era responsável
por universidade
Nota oficial da North Greenville University, na Carolina do Sul (EUA), anunciou no começo do ano o afastamento de Jimmy Epting (foto) de sua presidência-executiva por estar com "problema de saúde". A escola está filiada à Convenção Batista do Sul, e Epting trabalhou ali por 23 anos.

Contudo, o verdadeiro motivo do afastamento é um vídeo [ver abaixo] que flagrou Keli Sewell, uma funcionária da escola, no quarto de Epting.

Keli, em sua página no site da universidade, diz que o estabelecimento é um lugar “onde Cristo faz a diferença”. “Nós somos uma família.”

O vídeo foi gravado em outubro de 2014 por Paul, filho do religioso, e só agora divulgado no Youtube. O rapaz desconfiava havia tempo que seu pai estava cometendo adultério.

As imagens mostram o rapaz entrando pelo que parece ser a porta dos fundos da casa. Ele sobe uma escada, encontra o pai e vai direito para o quarto, onde encontra Keli (vestida), que tentou se esconder atrás de uma poltrona.

Aparentemente sem saber que o vídeo seria divulgado, a nota oficial da universidade exagerou ao justificar a saída de Epting. Disse que o responsável pela escola estava doente, mas que “não corria risco de morte neste momento”.

Depois, após o vídeo se tornar público, a escola comunicou aos funcionários que seus líderes estão imbuídos em “levar uma vida centrada em Cristo”.

Os estudantes da escola são submetidos a um rígido código moral. Por exemplo: quem for pego bebendo álcool é punido com expulsão.

Moralista é desmascarado pelo filho


Com informações do Cristianity Today e de outras fontes e foto de divulgação.





Quatrocentos líderes religiosos acessavam site de adultério


Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...