sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Pastora ameaça seguidores de candomblé: ‘Deus mata’

 Convivência é tensa entre vizinhos
A pastora evangélica Edineide de Jesus dos Santos, da Casa de Oração, em Camaçari, na Grande Salvador (BA), ameaçou integrantes do Terreiro de Oyá Denã com as seguintes palavras: “Vocês vão ver o que vai acontecer. Morte é morte. Deus mata, está na Bíblia”.

A ameaça foi testemunhada por algumas pessoas, entre as quais o sargento PM Joselito Sena Santana.

A Casa de Oração e o Terreiro ficam na mesma rua, frente a frente (foto), e as acusações entre um estabelecimento religioso e outro tem sido frequente.

Antes de invocar a ira de Deus para fazer a ameaça de morte, Edineide tinha acusado candombecistas de jogar pedras no telhado da Casa de Oração.

Yalorixá Mãe Olina negou ter havido o vandalismo. A pastora Edineide disse que não deu queixa à polícia porque “não tem tempo a perder” e que sua prioridade é cuidar da recuperação de pessoas envolvidas com drogas e crimes.

Edineide teria ficado mais contrariada após ter recebido intimação da Prefeitura porque a Casa de Oração está funcionando sem o licenciamento.

A Coopir (Coordenação de Promoção da Igualdade Racial de Camaraçari) está investigando a acusação de que a pastora tenha cometido intolerância religiosa.



Camaçari tem 280 mil habitantes

Com informação da Revista Livre.





Justiça condena pastor e seguidor por intolerância religiosa

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...