terça-feira, 30 de junho de 2015

Justiça de Oklahoma manda tirar Dez Mandamentos de capitólio

Cristãos alegaram
 que monumento
 não é religioso
A Corte Suprema de Oklahoma (EUA) mandou que os Dez Mandamentos sejam retirados do jardim do Capitólio do Estado (sede do parlamento), que fica na Cidade de Oklahoma.

A decisão dos juízes por 7 a 2 teve como base o artigo da Constituição do Estado que proíbe que quaisquer crenças religiosas sejam beneficiadas pelo governo.

Com 1,8 metro de altura, o monumento de pedra foi instalado em 2012 e custeado por cristãos. Ele é defendido por parlamentares cujo argumento é de que se trata de um marco histórico, e não religioso.

Esse argumento tem sido rebatido por ateus e crentes de outras religiões, com os hindus, em uma polêmica que durou mais de um ano.

Igreja Satânica também
queria ter um monumento
Os ateus da Igreja do Monstro do Espaguete Voador reivindicaram a construção de seu monumento no local, caso prevalecesse a tese de que o marco não tem nada a ver com religião.

Da mesma opinião é uma igreja satanista, que chegou a providenciar o esboço de uma estátua para doar ao Capitólio.

Com 2,7 metros de altura, o monumento dedicado à divindade Baphomet teria a função de cadeira para que pessoas sentassem em seu colo e “refletissem sobre a compaixão que todos devem ter para com os seres vivos”, de acordo com Lucien Greaves, porta-voz da igreja.

Alguns cristãos não se conformaram com o julgamento da Corte, porque um monumento quase idêntico instalado no Texas foi considerado constitucional pelo Supremo Tribunal dos Estados Unidos.

Com informações das agências e fotos de divulgação.





Tony Bellotto não entende louvação a Deus em Estado laico

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...