Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

terça-feira, 17 de junho de 2014

Humorista é agredido em Búzios por fazer piada com religião

Gustavo Mendes
Gustavo Mendes, que imita Dilma,
disse não ter ofendido ninguém
O humorista Gustavo Mendes, conhecido por imitar a presidente Dilma Rousseff (foto), acusou um tal de Robinho, secretário-adjunto da Prefeitura de Búzios (RJ), de agredi-lo verbal e fisicamente por ter feito uma piada envolvendo religião. O prefeito de Búzios é André Granado (PSC).

Contratado pela prefeitura, a “Dilma” de Mendes, em um show domingo (15) à noite, questionou em tom de brincadeira a decisão de um padre chamado de Ricardo de ter proibido bebidas alcoólicas em festas religiosas.

“[Mas] foi Jesus quem transformou água em vinho”, disse o humorista. E, em uma referência à vaia a Dilma no jogo Brasil X Croácia, acrescentou: “Proibir bebida, ah, vai tomar no c.!”

Foi quando, segundo o humorista, Robinho e outros dois funcionários da prefeitura partiram para cima dele.

Os funcionários da prefeitura pressionaram Mendes a se retratar. Como não o fez, o humorista foi retirado do palco. Mendes disse que em 16 anos de carreira nunca passou por tal constrangimento, violência e falta de respeito para com seu trabalho.

O (suposto) Robinho assumiu o microfone e pediu desculpas em nome do prefeito e da Igreja Católica, sob vaia da plateia (ver vídeo abaixo).

Na segunda-feira, a Prefeitura divulgou nota dizendo que o incidente não teria ocorrido se o humorista tivesse tomado um “cuidado especial” com o conteúdo de sua apresentação.

“Por se tratar de um show inserido em um evento de uma comunidade religiosa, foi solicitado, previamente, o cuidado especial com o texto teatral para que fosse apresentado em praça pública, evitando ofensas e agressões verbais aos presentes”, afirmou a nota. “Porém, no decorrer do evento, em diversos momentos, ocorreram episódios deselegantes e desrespeitosos ao público, incluindo idosos e religiosos.”

O humorista respondeu que em momento alguém foi informado que deveria apresentar o seu texto previamente aos assessores — o que seria censura prévia — e que sua apresentação seria para uma comunidade religiosa.

Mendes acrescentou que não ofendeu nenhuma pessoa, independentemente de idade ou crença.

Autoridade pede respeito para com 'povo católico'

video

Com informação das agências, imagens do Youtube e foto de divulgação.





Dilma é refém das chantagens de religiosos, diz sociólogo
março de 2012

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...