Vídeos musicais que enaltecem beleza da ciência fazem sucesso

Um dos vídeos dá destaque aos cientistas que divulgam o ateísmo

Boswell se inspirou
na TV Cosmos
John Boswell (foto) gravou em 2009 o clipe A Glorious Dawn ("Um Alvorecer Glorioso"), transformando em música afirmações de Carl Sagan (1934-1996) e Stephen Hawking (1942), dois dos mais destacados divulgadores da ciência.

Até agora, o vídeo [ver abaixo] já foi visto mais de 8 milhões de vezes. “As visualizações ainda me impressionam, e isso me inspirou a desenvolver a ideia [com outras produções]”.

A série de clipes de Boswell se chama Symphony of Science ("Sinfonia da Ciência"), com 30 milhões de acessos no Youtube. No clipe A Wave of Reason (“A onda da razão”) aparecem cientistas e filósofos que são ou foram militantes ateus, como Bertrand Russell (1872-1970), Michael Shermer (1954), Sam Harris (1967), Lawrence Krauss (1954), Richard Dawkins (1941) e Phil Plait (1964).

O Sagan aparece em vários vídeos, porque Boswel é fã da "TV Cosmos", série de sucesso que foi produzida e apresentada em 1980 pelo astrônomo. A serie foi uma fonte de inspiração da "Sinfonia".

Com um bom trabalho de edição, uso de imagens e mixagem, Boswell aborda temas como evolução, big bang, buracos negros, mundo quântico, exploração espacial e cérebro.

O tom é de enaltecimento do mundo como ele é, sem qualquer referência ao sobrenatural. Glorious Dawn, por exemplo, ressalta que “um alvorecer ainda mais glorioso nos aguarda: não o nascer de um sol, mas o nascer de uma galáxia. Uma manhã repleta de 400 bilhões de sóis – o nascer da Via Láctea!”

Boswell sente orgulho ao dizer que a sua “Sinfonia” tem divulgado “a beleza da ciência” e ajudado muita gente na decisão de se tornar cientista.


No primeiro vídeo "cantam" Sagan e Hawking



Mundo quântico é um dos vídeos preferidos de Boswell



Teoria da relatividade em ritmo de balada



A beleza da exploração do espaço



A Terra dos dinossauros 

Veja todos os vídeos da "Sinfonia da Ciência".

Com informação da Galileu.





Ciência vai ganhar da religião, afirma Stephen Hawking
junho de 2010

Ciência versus religião