Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Líder religioso ‘imortal’ morre de cirrose hepática

 José Luis de Jesus Miranda
O avanço da 
doença emagreceu
o "eterno"
O portorrinquenho e “imortal” José Luis de Jesus Miranda (foto), 67, líder da Igreja Crescendo em Graça,  morreu no dia 13 de agosto de cirrose hepática.

Ele era alcoólatra havia anos, e as suas condições de saúde pioraram nos últimos meses. Ele não escondia dos fiéis que bebia uísque e fumava charuto. Ele falava que Jesus de Nazaré não bebia uísque porque naquela época não existia essa bebida.

Em dezembro de 2007, a polícia do condado de Miami-Dade, da Flórida, o prendeu por estar dirigindo embriagado. Foi multado em US$ 1.495. A prisão não abalou a devoção de seus seguidores.

Morreu em um hospital do Texas, Estados Unidos. Miranda se dizia ser a reencarnação de Jesus.

No começo de 2012, Miranda informou que o mundo ia se acabar em 30 de junho daquele ano e que ele se tornaria imortal. O mundo não se acabou, como se sabe, mas isso não impediu de Miranda anunciar que tinha se tornado imortal.

Na época, Miranda começou a emagrecer e a vomitar sangue por causa do agravamento da cirrose e o que ele dizia é que essa transformação fazia parte do processo de sua imortalidade.

A sede da Crescendo em Graça fica em Miami. A igreja tem templos em 35 países, incluindo o Brasil, nos Estados da Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Minas, entre outros. Transmite programas para 287 emissoras de rádio em vários países e possui um canal de TV em língua espanhola.

Com informação das agências.





Mundo acabou hoje, de acordo com pastor que afirma ser Jesus
junho de 2012
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...