Paulopes

Religião, ateísmo, teoria da evolução e astronomia

sábado, 6 de abril de 2013

Iemanjá decapitada teria sido vítima de intolerância religiosa

Iemanjá decapitada
A cabeça da deusa foi deixada
intacta na base da estátua
A estátua de Iemanjá que fica defronte a uma praia turística de Cabo Branco, em João Pessoa (PB), foi decapitada no início da semana por pessoas sobre as quais a polícia não conseguiu obter informações.

A imagem de 2,5 metros de altura tem cerca de 20 anos. A cabeça foi deixada intacta, na base de concreto da deusa das águas. Instalada na Praça Iemanjá, a imagem nunca tinha sofrido atos de vandalismo.

Mãe Renilda, presidente da federação de cultos afro-brasileiros da Paraíba, afirmou que a decapitação “foi intolerância religiosa”.

“Estamos tristes e indignados”, disse. “Por que decapitar e deixar a cabeça certinha no chão?”

O Conselho Estadual dos Direitos Humanos, presidido pelo padre João Bosco, publicou nota repudiando "o desrespeito à diversidade religiosa".

Fernando Milanez Neto, chefe da Coordenadoria do Patrimônio Cultural da prefeitura, afirmou que gostaria de acreditar que a violência contra a imagem não seja a manifestação de quem não respeita a religião alheia.

Ele informou que a estátua será restaurada nos próximos dias.

Hoje, na praça, representantes de religiões de afrodescendentes fizeram um ato pedindo respeito às todas crenças e mais segurança na cidade.





Com informação do Correio, entre outras fontes.

Evangélicos criticam a Iemanjá dos Jogos Olímpicos
agosto de 2012

Evangélicos são suspeitos de apedrejarem imagem de Iemanjá
setembro de 2012

Intolerância religiosa no Brasil

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...