Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Valdemiro e sua mulher obtêm passaporte diplomático

Francileia de Oliveira e Valdemiro Santiago
Franciléia e Valdemiro passam a ter
tratamento diferenciado nos aeroportos
O chefe da Igreja Mundial, Valdemiro Santiago (foto), e Franciléia de Castro Gomes de Oliveira (foto), sua mulher, obtiveram passaporte diplomático, como se fossem representantes do Brasil em suas viagens ao Exterior. Assinada pelo ministro interino Ruy Nunes Pinto Nogueira (Relações Exteriores), a decisão foi publicada no Diário Oficial de hoje (14).

O Itamaraty informou que a medida tem como base o artigo 6º do Decreto 5.978/2006 segundo o qual o documento especial pode ser concedido “às pessoas em função do interesse do país”.

Desfrutam do mesmo privilégio os cardeais da Igreja Católica, Edir Macedo e sua mulher (da Universal) e R.R. Soares e sua mulher (da Igreja Internacional da Graça).  Os três pastores evangélicos (incluindo Valdemiro) têm aviões com autonomia de voos internacionais.

A legalidade desse agrado do governo aos religiosos é questionável, porque não fica claro qual o interesse que o Brasil, um país laico, teria em considerar líderes religiosos como seus representantes no Exterior. O mesmo benefício é negado a sacerdotes de crenças de menor expressão, como as de afrodescendentes.



A rigor, o passaporte diplomático só poderia ser concedido a presidentes, vices, ministros de Estado, parlamentares em missão no Exterior, ministros dos tribunais superiores e ex-presidentes. 

Os portadores desse documento, que nada pagam por ele, não precisam apresentar visto em países que o exigem e, nos aeroportos, se livram das filas da pessoas “comuns”.

Com informação do Diário Oficial da União.

Mãe Stella também deveria ter passaporte especial, diz Wyllys 
novembro de 2011

Valdemiro Santiago

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...