Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Padre da Holanda vai dedurar quem desistir da Igreja

Harm Shcilder
Shilder disse que vai afixar na porta da
Igreja nome e foto dos desistentes 
O padre Harm Schilder (foto), da paróquia de Tilburgo, no sul da Holanda, vai afixar na porta da igreja o nome e foto dos desistentes da igreja.

Ex-fiéis criticaram o padre porque, no entendimento deles, trata-se de uma retaliação pública por terem se afastado da igreja. Shilder afirmou que a sua intenção não é “apontar o dedo” a ninguém, nem “utilizar a vergonha” para causar constrangimento.

Ele argumentou que a medida tem o propósito de incentivar os paroquianos a rezarem por aqueles que deixaram de frequentar a igreja, de modo que voltem. Admitiu, também, que, com isso, pretende impedir novas desistências.

Uma parcela dos católicos holandeses tem manifestado indignação com a pregação preconceituosa do papa Bento 16 contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo, entre os temas.

O próprio Shilder informou que, antes do Natal, quatro paroquianos pediram que seus nomes fossem retirados dos registros da Igreja por causa de mais uma manifestação do papa, feita no dia 21 de dezembro,  contra a união gay. Os nomes e as fotos dos quatros vão ficar expostos na Igreja.



A Holanda foi o primeiro país  a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, em abril de 2001. Do total da população, 28% são católicos, 18% protestantes e 44% não têm religião.

Com informação do Público, entre outras fontes.

Nos anos 50, Igreja Católica da Holanda castrou jovens gays 
março de 2012

Intolerância religiosa no mundo

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...