Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Pastor americano de ‘cura’ gay é acusado de abusar de dois fiéis

Ryan J. Muelhauser
Pastor pedia que fiéis se masturbassem
 para avaliar "força espiritual" deles
O reverendo Ryan J. Muelhauser (foto), 44, está respondendo à Justiça de Minnesota (EUA) à acusação de ter abusado sexualmente de dois fiéis, em diferentes ocasiões, durante sessões de "cura" gay. Ele é pastor sênior da Lakeside Christian Church's, que é uma denominação conhecida por oferecer reversão da homossexualidade por intermédio de orações e aconselhamento.

Os relatos dos denunciantes se assemelham. Um deles falou que o pastor pedia que ele colocasse o pênis para fora da calça e se masturbasse, de modo a demonstrar a sua “força espiritual”. Ambos os fiéis afirmaram que Muelhauser os acariciava durante as sessões.

O assédio do pastor ocorreu ao longo de dois anos em um local dentro da igreja e na casa de um parente de um dos denunciantes. Na avaliação de autoridades judiciais, o fato de ter havido consentido para o assédio, pelo menos até um certo momento, não serve como atenuante, porque Muelhauser é sacerdote.

O pastor compareceu pela primeira vez ao tribunal, na tramitação deste processo, na terça-feira (6). Acusado de oito crimes, ele alegou perseguição da parte de um seu colega da igreja.

Stacy St George, advogado dos denunciantes, disse no tribunal não haver "nada mais predatório" do que um sacerdote abusar da fé de seus fiéis em "nome do Senhor".

A Lakeside divulgou nota lamentando "profundamente" as acusações contra Muehlhauser e pediu que outras possíveis vítimas entrassem em contato com as autoridades.





Com informação do Star-Tribune.

Pesquisa mostra que homofóbicos sentem excitação com gays
novembro de 2011

Na Austrália, cristão tenta 'curar' gay com castração química
setembro de 2012

Homofobia
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...