Gleiser escreve sobre o que mais irrita um cientista ateu

Título original: Ciência e fé: realidades paralelas

por Marcelo Gleiser para Folha

No perene debate entre a ciência e a religião, algo que costuma irritar os cientistas, ao menos aqueles que se consideram ateus, é a insistência dos que têm fé em acreditar numa realidade paralela, inacessível à razão. Vejamos isso num diálogo fictício entre um cientista ateu e uma pessoa de fé bem versada nos avanços da ciência.

Cientista: "Uma causa sobrenatural não faz sentido: se for sobrenatural, isto é, além dos limites do espaço e do tempo, das leis da natureza, do material, como podemos saber da sua existência?

Afinal, o que existe tem de ser detectado. Caso contrário, essa existência é uma fabricação, uma fantasia. Pior ainda, se essa causa se manifestar naturalmente, através de uma 'visão' ou de um fenômeno qualquer, vira uma causa natural, que pode ser estudada pelos métodos da ciência. Ou seja, se algum deus existe, é impossível saber da sua existência de forma concreta. E não existe outra forma de saber"
.

Pessoa de fé: "A coisa não é assim tão simples, preto ou branco, existe ou não existe.

Entendo que, dentro do método científico, algo precisa ser detectável para que se comprove que é real. Ninguém sabia da existência de Urano até sua detecção por William Herschel em 1781. Mas, antes da detecção, Urano existia ou não? Claro que sim, mesmo que não soubéssemos disso. A ciência não pode determinar com firmeza o que não existe, apenas o que existe".


Cientista: "Mas você não pode, não deveria, comparar Deus a um objeto celeste. Pelo que entendo, Sua existência não passa pelas leis da natureza. Se passasse, Deus seria um fenômeno natural e deixaria de ter essa transcendência de que vocês tanto gostam e que ajuda a crença. Se Deus se 'esconde' numa realidade paralela, jamais fará parte do cânone da ciência".

Pessoa de fé: "Sem dúvida, Deus jamais fará parte do cânone da ciência. Esse é o seu problema, tudo tem de ser parte desse cânone. E eu já não penso assim.

Existem coisas que estão além da ciência, coisas que a ciência não tem como e nem deveria tentar explicar. A ciência tem um método bastante claro de estudo, separando o objeto a ser estudado do todo. Esse método supõe que a separação pode ser feita. Isso funciona muito bem no laboratório, ou quando um astrônomo observa uma galáxia.

Mas como explicar, por exemplo, o Universo como um todo, a questão da origem de tudo? Como olhar para o Universo como um objeto de estudo, se não podemos sair dele?".


Cientista: "Esse é o problema mais complicado, que os filósofos gostam de chamar de Primeira Causa, e os físicos, de 'condições iniciais'. Verdade, temos sempre de supor um contexto para oferecer uma explicação. Não temos ainda uma lei que explique como selecionar uma condição inicial dentre as várias possíveis. Mas nem por isso devemos supor que a explicação é sobrenatural, obra de uma entidade que não podemos saber se existe. Que tipo de explicação é essa?".

Pessoa de fé: "Essa é a explicação pela fé, além da ciência".

Cientista: "Eu prefiro continuar tentando entender do meu jeito".

Pessoa de fé: "Boa sorte, que Deus te inspire".

Cientista: "Eu prefiro me inspirar sozinho mesmo".

Marcelo Gleiser é professor de física teórica no Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro "Criação Imperfeita"

Livro de astrofísico defende a ideia de que o universo surgiu do nada.
setembro de 2012 

Ciência versus religião.    Ateísmo.

Comentários

  1. "realidade paralela"?...então se existe um grande número de pesssoas acreditando na existencia de algo, esse algo ja pode ser considerado realidade???

    ResponderExcluir
  2. Alegação especial!! já falamos muito desta falácia!!

    ResponderExcluir
  3. Como se pode chamar de "realidade" o que não é acessivel a razão??, ou seja, a o questionamento do Gleiser parte do príncipio que a premissa dos "religiosos" é real!basta acreditar para ser real......então papai noel, fada dos dentes, duendes, saci pererê são todas "realidades paralelas"!!!!

    O que mais se pode dizer de bobagem para vender livros e aparecer na TV no padrão global???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que nãoGerson. Ele não tenta nem mesmo dá uma explicação... Ele sabe que é não há razão para se acreditar, mas vende isso como se isso fosse uma coisa compreensível.

      Se você não sabe explicar o problema, a única resposta compreensível é "Eu não Sei!".

      Excluir
    2. Bruno, concordo plenamente!

      Excluir
  4. Na boa, onde que ele está querendo chegar?

    A leitura que eu faço é a seguinte:

    "Sou uma pessoa de fé, e todo assunto muito complexo na qual nem mesmo os melhores cientistas e pensadores da atualidade conseguem desvendar, eu desisto de tentar compreender e explicar o problema, me comprometendo com uma fabricação daquilo que pode ser verdade, mas que tem tudo para ser falso.

    E se alguém demonstrar que não tenho nenhum motivo para acreditar em explicações sobrenaturais arbitrárias, eu digo que eu tenho FÉ, e convenço a mim mesmo que apresentei uma boa justificativa, saindo feliz e saltitante, com se tivesse acabado de ganhar o debate."


    ResponderExcluir
  5. Algo que torna suspeita essa crença em uma realidade paralela é que se pressupõe que essa realidade é sempre melhor que a realidade física que conhecemos. Porque os religiosos não defendem insistentemente a existência de uma realidade igual ou inferior a que conhecemos? É claro que eles também defendem a existência do inferno, que seria também uma plano transcendente, mas defendem apenas no intuito de refirmar a eixstência do oposto e almejável plano divino de modo a nos esforçarmos a alcança-lo. Em fim, dizer que a fé em um plano paralelo transcendente não é uma simples crença irracional mas sim algo sensato, é na verdade um mero disfarce, onde por trás se esconde apenas uma forte necessidade subjetiva, puramente emocional, em acreditar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A única necessidade puramente emocional foi a sua ao expor ai seus juizos de valor, não foi apresentado um argumento que fosse para demonstrar por exemplo, que um "plano" ou o que seja, extra-natura é contraditório.

      Excluir
    2. Claro você deseja resposta para algo que você supostamente deveria responder, mas a verdade é que não há resposta, razão é fé são absolutamente opostas.
      Os debates entre teistas e ateistas serão sempre um beco sem saída com este final enigmático "foi nisto que escolhi acreditar". Sempre existirá o Deus das lacunas. E a ciência sempre continuará em busca de explicações apoiando-se em evidências. Perceba que não achamos resposta alguma e nunca acharemos.

      Excluir
  6. Marcelo Gleiser é um dos maiores cientistas brasileiros e uma figura humana incrível, de uma simpatia sem precedentes.

    Judeu, ele escolheu o caminho da razão. Mas paralelamente tenta não excluir a religião dos limites do ser humano.

    É discutível. E se viesse de outra pessoa com o nível de conhecimento que ele tem, seria inaceitável.

    Mas Gleiser tem um empatia tão grande e parece tão verdadeiramente empenhado em ajudar as pessoas a compreender o universo que, vindo dele, isso deve ser aceito como uma forma da Ciência ceder para que dobre os mais ignorantes.

    Ou melhor: não é a Ciência que cede neste caso, e sim os cientistas. Não todos, obviamente.

    Nos termos em que Gleiser comumente usa, creio ser válido. Até porque é muito mais previsível ele aproximar os crentes da Ciência do que os ateus da fé.

    Não é o método que eu usaria e não é o método que eu toleraria em certos "filósofos", mas Gleiser é um personagem fascinante - que longe de ser visto como um entrave ao ateísmo deve ser visto como um dínamo estimulador do interesse pela Ciência.

    Sendo atraídos para a Ciência, as chances são muito maiores do indivíduo se afastar de Deus do que o inverso, ou, pelo menos, afastar-se de igrejas. Ainda que para isso precise passar por todo esse processo de questionamentos internos e aceitação preliminar daquilo que a Ciência "não pode afirmar que não existe", segundo as palavras de Marcelo Gleiser.

    Evidente que Gleiser sabe que há (muitas) coisas que a Ciência pode afirmar que não existem, mas ele quer deixar uma brecha, uma licença poética, para um conhecimento além do humano - algo que ao meu ver só os habitantes de outras galáxias hipoteticamente poderiam ter.

    De qualquer modo eu acho válidas as proposições de Marcelo Gleiser porque ele também o faz sem nenhuma intenção de ser o dono da verdade, como pretensos filósofos de fundo de quintal fazem. Vindo desta pessoa incrível que é Gleiser, sabe-se por antecipação que não é uma retórica demagógica travestida de "opinião imparcial".

    Aliás aproveito para sugerir que as pessoas acompanhem as vinhetas sobre Cosmologia que Gleiser apresenta nos intervalos de programas do Discovery Channel.

    São intervenções de apenas 2 minutos cada, mas verdadeiras pérolas de sabedoria doce, desprovidas de segundas intenções.

    Gleiser já tinha outro projeto semelhante no Discovery, chamado Nosso Mundo. Em Cosmologia com Marcelo Gleiser ele amplia o espectro das discussões sobre a compreensão do universo e oferece uma ferramenta valiosa para as pessoas entenderem o que de fato rege a vida na Terra.

    Eis um exemplo das vinhetas: http://www.youtube.com/watch?v=V7dDUsPYYOM

    Grande figura este Marcelo Gleiser.

    ResponderExcluir
  7. É impressão minha ou vocês não entenderam nada do texto do Gleiser?

    ResponderExcluir
  8. Considero que somos apenas pequenas subdivisões de um átomo que se chama terra inseridos num universo que se chama molécula co-habitando num espaço denominado de galáxia que será uma infima parte de um ente maior vivendo entre seus pares

    ResponderExcluir
  9. Se é uma realidade paralela essa realidade não faz parte de nosso mundo, logo para nos não existe. É como um louco a realidade dele é só dele esta na cabeça dele não nos pertence e nunca teremos acesso para ele o louco é real. Querer que essa realidade que esta somente na cabeça de um louco seja universalizada é ridículo.

    ResponderExcluir
  10. Gleiser expõem duas formas de pensar as quais não se misturam, o dialogo foi simples e sem vencedores.
    O religioso acredita na mensagem revelada, tratando sua loucura ou a de seus ancestrais como evidencias dos desígnios de Deus. Jesus poderia ser louco, seus apóstolos poderiam ter mentido o texto pode ter sofrido alterações. São todas hipóteses mais prováveis do que homens nascidos de virgens, mas este é um questionamento que jamais vai passar pela cabeça de um religioso, a não ser que ele tenha um pouco de filosofo ou cientista.

    O filosofo acredita que a pura razão pode nos responder as questões fundamentais, mas falha ao ignorar que a razão é derivada da nossa realidade e sem o conhecimento da realidade ou seja sem experimentos podemos inferir muito pouco sobre ela, e jamais construiremos qualquer corpo de conhecimento minimamente solido sem a experimentação.

    O cientista usa o que herdou da filosofia a razão, mas reconhece que é fundamental a investigação e este vem sendo o meio pelo qual o conhecimento esta em constante mudança e nos leva a uma compreensão cada vez mais realista de onde estamos no universo. A maior das heranças filosóficas é a duvida, todas as teorias por mais solidas que sejam estão passivas de criticas, refutação e reformulação.

    ResponderExcluir
  11. Em vez de milagre, chamemos de fenômeno "A" digamos que seria o habitual, aqueles que estamos familiarizados, nascer do sol de lado do horizonte e o pôr sol no outro, na minha concepção é um baita de um milagre de ver. Mas que entrou na rotina, a gente só se dá conta quando começa a escurecer, então digamos que o pôr do sol e a geminação de uma semente sejam o fenômeno "A".

    E a cura de uma cegueira, ou doença pela imposição das mãos de alguém dotado de recursos magnéticos especiais apropriados, ou experiencias quase morte, de pessoas sem sinais cerebrais narrarem fatos mesmo fora da sala de cirurgia de onde estavam, sejam considerados o fenômeno "B".

    Como se poderia dizer que um é natural e o outro não ?
    Desde de que ocorra é porque são ambos naturais, ainda que ignoremos as leis que regem um ou que suponhamos as que regem outro.

    Seria necessário uma alienação muito grande para dizer que os fenômenos "B" atestados por milhares de pessoas, estas forem consideradas como débeis mentais, ou imbecis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Absurdo seria supor que todos os relatos extraordinários fossem reais, devemos dar a mesma credibilidade a mitos e causos regionais quanto aqueles com 2000 anos. Não existem razões para preferir uns aos outros, supondo que Jesus cure, Tupá também cura. Não precisa ser loucura grave ou mentira descarada, nosso cérebro é traiçoeiro temos sonhos tão reais quanto a nossa realidade, pessoas podem confundir um sonho com uma recordação.
      Quanto as experiencias de quase morte, talvez a atividade cerebral tenha reduzido muito mas manteve a audição na ativa, já fizeram testes neste sentido e não deu em nada, tais relatos podem ser fruto da imaginação e corresponderem com a realidade por mero acaso, muitas vezes por serem genéricos demais..

      Excluir
    2. Vc n sabe o que esta falando, EQM não se limita a ouvir, efeito túnel etc...

      Excluir
    3. Anônimo (7 de outubro de 2012 15:09)

      EQM pode ser explicado pela falta de oxigênio no cérebro qdo este está morrendo.

      A mesma EQM tb pode ser provocada pelo uso de drogas alucinógenas.

      Excluir
    4. VC já viu algum morto com oxigenação?? D'oh

      Excluir
    5. Anônimo (7 de outubro de 2012 21:13)

      Mas por Odin! Vc sabe o que EQM significa? Caso vc não saiba, significa Experiência de Quase-Morte. Significa que a pessoa está quase morta, mas não está morta.

      Por exemplo: uma pessoa está na emergência de um hospital devido à um acidente de carro. De repente ela tem uma parada cardíaca. Os médicos tem poucos minutos para fazer o coração do paciente voltar a bater. Este paciente tem a EQM.

      Aula de biologia 101: o coração é responsável por bombear sangue para todo o corpo e no sangue tem umas células chamadas hemoglobinas, que por sua vez são responsáveis pelo transporte de oxigênio. Quando o coração pára de bater, o sangue não é mais bombeado para o corpo; portanto o oxigênio não é transportado para todos os órgãos, incluindo o cérebro. Devido à escassez de oxigênio, as sinapses começam a dar tilt e o cérebro está prestes a parar de funcionar. Mas ainda não parou. A pessoa ainda não está morta.

      A EQM pode ser explicada por essa escassez de oxigênio no cérebro. Mas essa experiência acaba qdo os médicos conseguem fazer o coração da paciente acidentado bater de novo. Pq isso acontece? Pq o coração voltou a bombear o sangue e o transporte de oxigênio para todo o corpo voltou ao normal, entendeu?

      Excluir
    6. Putz, descobriu que merda fede

      Excluir
  12. "A ciência não pode determinar com firmeza o que não existe, apenas o que existe".

    A ciência não pode determinar a existência de Thor filho de Odin logo Thor existe. A ciência não pode determinar com firmeza a existência de Exu logo Exu existe...
    Religiosos sempre usam o mesmo argumentos falhos...

    ResponderExcluir
  13. Gostaria de saber como faço para entrar em contato com paulo lopes?

    ResponderExcluir
  14. De onde nasceu o mito da igreja prostituta e como e porque a igreja foi chamada de igreja prostituta qual as circunstâncias que faz a igreja ser uma prostituta. Simples igrejas envolvidas com política, os profetas do passado viram isto e viram que era uma abominação para a igreja se misturar com causas humanas como a política .

    ResponderExcluir
  15. O mais irritável em qualquer crente ou descrente é quando o indivíduo é incapaz de entender algo, porém, pedantemente, faz julgamentos. Na maioria das vezes julgamentos totalmente ao largo da questão. Nenhuma prova, por mais evidente que seja, os leva a considerar a possibilidade de se desaferrarem de suas posições radicais.

    Ao mesmo tempo em que exercitam sua ignorância como se fosse sabedoria, posicionam-se como clientes e exigem respostas "convincentes" a seus questionamentos. Posam de insatisfeitos, inconformados, mal atendidos e mal entendidos. Mas na verdade são como porcos, que não entendem a qualidade do alimento que recebem; querem apenas cobrir seu vazio interior e defecar. Pouco importa se estão diante de uma manjar ou de um quilo de fezes; o importante é fazer aquilo entrar por um lado e sair pelo outro.

    Estes seres, abordados corretamente, facilmente se tornam o gado de algum sistema doutrinário com ênfase em discriminição e violência.

    ResponderExcluir

  16. Muito boa a analogia que a dita "Pessoa de Fé", bastante racional, faz entre a existência de Deus e a do planeta Urano, supostamente "inexistente" até alguns anos atrás.

    O ateísta Marcelo Gleiser deu mais um tiro no pé, ou pela culatra, como queiram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pela culatra

      OLha a diferença entre Urano e divindades.

      Urano é um planeta que está no sistema solar e que já foi observado pela sonda Voyager 2 e pelo telescópio Hubble. Nós sabemos que Urano está lá com seus anéis e satélites naturais.

      O que são divindades? Sem evidências concretas e verficáveis que provem a existência das mesmas, podemos considerar a possibilidade de que divindades não passam de invenção humana.

      Antes se falava que deus estava no céu (melhor dizendo, no espaço). Qdo começaram as explorações espaciais, nenhuma sonda, satélite artificial, telescópio, astronauta, etc, viram deus flutuando entre os astros ou passando montado num cometa ou meteoro. Aí os crentes em deus arranjaram uma "justificativa" pra isso: deus está numa realidade paralela fora de nosso alcance. Oras! Se deus está nessa realidade paralela fora de nosso alcance, como os crentes neste deus afirmam saber que ele existe? Sério, esse papo é desculpa de peidorreiro.

      Excluir
    2. Se a ciência descobrir alguma realidade paralela onde Deus habita, os futuros ex-ateus poderão sossegar em sua exigência de "provas". Ou chorar de raiva.

      Excluir
    3. vamos aguardar,

      Se um dia a existência de uma realidade paralela onde deus ou deuses habitam for descoberta e analisada pela ciência, eu vou acreditar que essas divindades existam...o que não significa que irei seguí-las.

      Eu já vivo minha vida sem deixar a possibilidade da existência ou inexistência de deuses influenciá-la. Se for provado que deuses existem, vou dizer um "Ok...interessante." e vou continuar vivendo minha vida como sempre vivi.

      Excluir
    4. Se pra você não faz diferença se Deus ou deuses existem ou não, então não tem porque você dedicar tanto tempo de sua vida a exigir "provas" e a contestar sua possível existência.

      Excluir
    5. vamos aguardar,

      Eu só faço isso com religiosos que afirmam saber que o deus deles existe de fato e pq eu adoro vê-los fazer a maior ginástica mental e dar nó no cérebro para tentar provar algo que não tem como ser provado. ;)

      Excluir
    6. Vai esperando, ué. Mas espere sentado e não ache que eu vou te dar dinheiro pra isso.

      Excluir
    7. "Se pra você não faz diferença se Deus ou deuses existem ou não, então não tem porque você dedicar tanto tempo de sua vida a exigir "provas" e a contestar sua possível existência."

      Exceto pelo fato de que crentes existem e insistem em intrometer suas crendices em assuntos que afetam toda a coletividade aqui nesse mundo. A partir do momento que crentes guardarem suas crenças pra si mesmos, aí sim não haverá o menor motivo para questioná-los sobre seus assuntos de fé.

      Excluir
    8. Mas a gente não saía por aí dizendo que Urano existia antes de ele ser detectado. Por que não fazem com deus como fizeram com Urano e esperam ele ser detectado por sentidos ou instrumentos antes de falar que ele existe?

      Excluir
    9. Nem todo mundo precisa daquilo que alguns chamam de "provas".

      Excluir
  17. Realmente em discussões como essa não há uma conclusão. No fim, religiosos reafirmam sua fé e ateus o mesmo com suas convicções. O que se pode tirar de situações assim é o constante aprendizado com o que diz e até com o que não diz o oponente.
    Deus, como tanto querem os teístas, é transcedental e, portanto, jamais poderá ser detectado pela ciência. No entanto, o transcedental e o delírio andam muito perto (ou podem ser a mesma coisa), e esta é a questão.

    Winston Smith

    ResponderExcluir
  18. Digo que sem humildade não podemos chegar e nem entender as coisas de Deus. E mesmo assim haverá um tempo para compreendermos tudo de Deus.

    O ser humano não sabe de onde veio, não sabe para onde vai, não trouxe nada, até o corpo em que seu espírito vive recebeu. Pensa que sabe tudo com uma ciência que por mais que cresça continua em muito limitada.

    Se tal evolução existisse, porque só na terra? Que evolução é essa onde os seres humanos são predadores uns dos outros e do planeta? Não deveríamos evoluir também moralmente? Por tudo isso prefiro crer em um Deus que se manifesta na imagem do Filho que viveu entre nós e agora vive eternamente, e o mas importante, promove a verdadeira evolução do ser humano que não regride com o apagar das luzes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filhote de Abrãao

      >> "Se tal evolução existisse, porque só na terra?"

      Em primeiro lugar, evolução das espécies é um fato. Se olha no espelho e vc verá a prova te encarando do outro lado. Vc é um produto de milhões de anos de evolução das espécies.

      E evolução não existe só na Terra. Há outros tipos de evolução e nem todas elas têm a ver com a evolução das espécies. Uma delas é a evolução do universo. O universo não é estático; ele está em constante mudança. Basta pesquisar.

      Infelizmente, ainda não temos mtos conhecimentos sobre formas de vida extraterrestre para saber se elas evoluem e como essa evolução acontece.

      >> "Que evolução é essa onde os seres humanos são predadores uns dos outros e do planeta? Não deveríamos evoluir também moralmente?"

      1 - Nem toda evolução é para melhor;
      2 - Sobre a evolução moral, somos seres humanos. Somos capazes tanto de fazer coisas boas como coisas ruins. Nem sempre a nossa espécie é moralmente boa. Mas se for olhar a sociedade no geral, mta coisa mudou para melhor em algumas sociedades moralmente falando.

      Excluir
    2. Filhote de Abraão

      O seu problema é exatamente esse: falta de humildade.

      Excluir
    3. Concordo... o problema do filho de Abraão é a falta de humildade... e o seu também, Michelle...

      Excluir
    4. "Por tudo isso prefiro crer em um Deus que se manifesta na imagem do Filho"

      Exatamente, sua crença é uma escolha entre muitas outras, e não um fato irrefutável.

      Excluir
    5. Anônimo (8 de outubro de 2012 00:33)

      Eu pelo menos admito que não sei se deuses existem ou não, pois não é humilhante ou ruim admitir não saber de algo.

      A falta da humildade do Fiote de Abraão está em afirmar que o deus dele existe (mesmo sem ter provas disso); vir aqui se achando o dono da verdade e querendo enfiar essa "verdade" na gente msm qdo alguns de nós já falou para ele umas 500 vezes que não estamos interessados; em ele achar que o universo inteiro foi criado por um deus que ninguém sabe que existe apenas em benefício da raça humana.

      Eu pelo menos tenho a noção de que - em comparação com o universo inteiro - nós somos insignificantes. O universo já existia bem antes de a Terra ser formada e a origem da vida nesse planeta e continuará existindo por mto tempo depois que a vida na Terra for extinta e a Terra for engolida pelo Sol daqui há 5 bilhões de anos.

      Excluir
    6. Infelizmente há muitos ateus que ainda não atingiram um grau de maturidade para deixarem de ser intolerantes com pessoas que possuem uma fé diferente!

      Chega a ser patética a forma como alguns colegas ateus insistem em tentar cercear a liberdade de expressão dos cristãos!

      Falta humildade, pois apesar de sermos ateus, também devemos reconhecer os valores fundamentais que o verdadeiro cristianismo nos deixou para que hoje sejamos uma sociedade pacífica, tolerante e democrática!

      Gostemos ou não, foi graças aos princípios do verdadeiro cristianismo que somos tudo que somos hoje em dia!

      Excluir
    7. Michele. Segundo os cientistas somos o grau mais elevado da evolução porque pensamos, certo?
      Não concordo, porque uma especie que é predadora de si mesma tem muito a aprender com uma uma especie menos evoluida que são os animais. "irracionais"

      Convenhamos, há algo de muito errado nisto tudo. Pois o que se diz mais evoluido tem muito à aprender com o menos evoluido.(animais)

      Se Deus não tivesse mandado a Jesus para nos libertar da escravidão do pecado (nós os que cremos e somos a imagem e semelhança de Deus) preferiria ser um chimpanzé do que um ser humano, pois os animais não correm o risco de irem para o inferno, pois são inocentes.

      Em tempo, porque algo como o universo está se expandindo não que dizer que está evoluindo.

      Excluir
    8. "Segundo os cientistas somos o grau mais elevado da evolução porque pensamos, certo?"

      Errado, amigo! Você claramente não tem conhecimento de como a evolução funciona. Essa sua afirmação guarda a velha mania antroponcêntrica de achar que o ser humano seria o mais "evoluído" da Terra.

      Você confunde o termo evolução com melhoria, quando cientificamente ele está mais para mudança. Aliás, as próprias religiões ou os religiosos evoluem.

      A igreja católica, por exemplo, não leva mais ao pé da letra os mitos contidos no livro da Gênesis, por exemplo.

      E o homem não veio do macaco! Nenhum cientista sério afirma isso.

      Excluir
    9. A ateísta Michelle não apenas garante que a evolução é um "fato" incontestável mas também jura que ela ocorre em TODO o Universo, até mesmo nos lugares onde ninguém sabe se existe vida.

      Parabéns, menina. Isto é que é ter fé.

      Excluir
    10. ai num fode troll. vai arrumar uma mulher ao invés de ficar crentelhando(pregando).

      Excluir
    11. Fé Evolucionista = analfabeto funcional detected.

      Excluir
  19. Filho de Abraão

    O que você entende por humildade? Aceitar uma doutrina sem questioná-la? Lembre-se que Javé é apenas um dos vários deuses que os teístas afirmam existir, e que a discussão central não é se Javé existe, e sim se algum deus existe. Se existir, aí se verá qual dos milhares de deuses ele é.
    Evolução de moral? Como assim? Mas o que está escrito na bíblia não é a mesma coisa de 2000 anos atrás?

    Winston Smith

    ResponderExcluir
  20. O dia que que o filho de abraão dizer eu não sei, o mundo acaba

    ResponderExcluir
  21. Marcelo Gleiser tem decepcionado muito!

    Muito bem, já sei que a ciência não sabe de tudo e talvez nunca irá saber de algumas coisas, porém vamos nos concentrar no argumento alheio, se você não consegue provar que não existe então isso existe? Idiotice!A grande diferença quando usa-se o argumento de uma coisa que sabemos que existe e que um dia não sabíamos como a de Urânio é que conseguimos ver alguns planetas mais próximos daí é plausível dizer que podem existir outros planetas mais longe.

    ResponderExcluir
  22. Já me daria por feliz e acharia grande salto para a humanidade provar não a não existência da tal realidade paralela que o post trata de forma bastante sofisticada. Me daria por satisfeita se a ciência e todo o resto conseguisse que o que temos aí de religião e deuses, sobretudo o deus 'único', já estaria mais do que provado ser pura invenção humana e fantasia. Já estaria de bom tamanho provar que a tal bíblia não tem nada de realidade paralela e que a tal realidade não passou para essa o que está ali. O problema do religioso da conversa dele não é a fé numa outra realidade paralela, o problema é achar ligação dela com a que temos, bem 'real', onde usam do que não podem provar para praticar opressão e querer submeter todo mundo. Eles não ficam apenas na fé, eles agem em nome dela no sentido de dominar sobre o resto, incluindo as ciências que temos e mal saiu da fraldas impostas por tanto tempo de trevas e ignorância e perseguições contra quem tentasse mexer na ignorância.

    ResponderExcluir
  23. O que se deve dizer a um religioso que disse ter tido uma experiência com Deus?
    - Mentiroso! mentira sua! Você está mentindo!
    Pois ele está mentindo.
    Eles adoram dizer que deus não se mostra aos homens porque estes não aguentariam sua magnitude.
    Pronto.
    Não é o que você diz a alguém que diz ter sido abduzido por que este não consegue provar?
    Dois pesos e duas medidas?
    Não.
    E fim de papo.

    ResponderExcluir
  24. Muito interessante o teor dos comentários. Experiência religiosa é ofuscante. Não conseguimos visualizar com definição aquilo que sentimos. Deus é isso. Por ser inefável à conceitualização humana, fez-se carne em Jesus. Pudemos então contemplar com clareza não só sua aparência, mas o conteúdo da Verdade. No blog Arcanjo Suburbano eu vivo a experiência do conflito religioso, entre o profano & o sagrado. Visitem & comentem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A existência do Jesus é tão comprobatória quanto a existência do próprio Jeová.

      Excluir
    2. Mentiroso! Mentira sua! Você está mentindo! O que está escrito em um site não prova nada! Está experiência com deus até os que tomam chá de cogumelos dizem ter. mentira! Não me ofenda com suas bobagens!

      Excluir
  25. Feche a tua bíblia e comece a falar agora alguma coisa sobre deus e suas vontades.

    ResponderExcluir
  26. A foto da matéria já diz tudo.

    ResponderExcluir
  27. alguem ve o vento? ou a mente? os pensamentos? nem tudo que nao se pode ver, ou tocar, nao pode ser dito que nao existe.alguem vê o nada? bom segundo a teoria da evoluçao o homem surgiu do nada, enfim o planeta surgiu do nada, que eu saiba, entao o nada pode detectar alguma coisa? enfim tem quem diz que na natureza nada se cria se tranforma, entao porque o nada criou tudo que existe.
    bom a historinha dos ateus sao ambiguas, é preciso ter mais fé nessas historias do nada do que na existencia de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o universo surgiu de deus, de onde deus surgiu, crentrolha?

      Excluir
    2. faz muito tempo que você não nos alegra com sua presença.

      Excluir
    3. Izaque Bastos

      Mas é óbvio que se pode ver o vento em certos casos.

      Eu lhe apresento os furacões e tornados, só para citar alguns:

      furacão na ilha montao de trigo domingo 06/05/2012:http://www.youtube.com/watch?v=M7RtmxbtsDw&feature=fvwrel

      Tornado: http://www.youtube.com/watch?v=h_PiaB2x82Q&feature=related

      Furacões e Tornados: http://www.youtube.com/watch?v=UzluhyOKiwY

      Excluir
    4. Gleiser sabe que metira vende e promove!!

      Excluir
    5. Não se vê o vento.

      Pode-se ver as coisas que o vento move (poeira, folhas, objetos) e sentir sua manifestação.

      Excluir
    6. A imaginação não tem limites.
      No entanto a realidade os tem, e só pode ser detectada pelos sentidos, que são apenas cinco.
      Se alguém não vê, pode cheirar, pode ouvir, pode tocar.
      Então, como afirmar existirem coisas que não possam ser detectadas por, pelo menos, um dos sentidos?
      Deuses existem, sim, na imaginação humana, e nela estão estanques......

      Excluir
    7. Há coisas que podem sem percebidas por algo além dos cinco sentidos.

      Excluir
  28. Michele. Segundo os cientistas somos o grau mais elevado da evolução porque pensamos, certo?
    Não concordo, porque uma especie que é predadora de si mesma tem muito a aprender com uma uma especie menos evoluida que são os animais. "irracionais"

    Convenhamos, há algo de muito errado nisto tudo. Pois o que se diz mais evoluido tem muito à aprender com o menos evoluido.(animais)

    Se Deus não tivesse mandado a Jesus para nos libertar da escravidão do pecado (nós os que cremos e somos a imagem e semelhança de Deus) preferiria ser um chimpanzé do que um ser humano, pois os animais não correm o risco de irem para o inferno, pois são inocentes.

    Em tempo, porque algo como o universo está se expandindo não que dizer que está evoluindo.

    E mais, não há vida em outros planetas. Como sei disso? Simples, a Bíblia não os menciona.

    Os únicos "extrasterrestres" no sentido de não habitarem na terra não são verdes e não tem anteninhas, são os Anjos, Arcanjos, Serafins etc... de Deus os quais são fartamente descritos na Bíblia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cria de Abrão...kkkk

      Sua bília é uma montagem feita na idade média, sendo que vários textos foram retirados da parte judaica e os do novo testamento foram escritos cerca de 70-80 anos após a morte do tal jesus...
      Sua bília não fala dos dinossauros, mas sabemos que eles existem...
      Sua bília não fala das Américas, mas sabemos que ela existe...kkkk
      Sua bília não fala da Oceania e nem da Antártida, mas sabemos que elas existem...
      ...................................................
      Seu deus é tão misericordioso que todo dia morrem milhares de crianças de fome e de sede ao redor do globo...sem falar nas doenças provocadas por microorganismos e vírus, que sua bília também não fala, por puro desconhecimento...
      ...................................................
      Todas...eu digo TODAS as religiões e credos são invenções humanas para controlar a massa, sendo utilizadas para o poder, mercantilismo e benefícios aos seus controladores...
      ...................................................
      Somos apenas um grão de areia neste universo imenso...só na via láctea temos cerca de 100 milhões de estrelas... a ciência já sabe que existem cerca de 200 bilhões de galáxias... e tudo isso só pra nós humanos??? porque um universo deste tamanho então??? Apenas pra refletir!!!

      CAMARGO

      Curitibanos - SC

      Excluir
    2. Filhote de Abraão

      >> "E mais, não há vida em outros planetas. Como sei disso? Simples, a Bíblia não os menciona."

      Claro...um livro que tem cobra e jumentas falantes; que fala que a lua emite luz própria, que um homem ficou na barriga de uma baleia por 3 dias realmente é uma fonte confiável de conhecimento. #sarcasmo

      Só pq a sua bíblia não menciona nada sobre vida extraterrestre, não significa que não exista vida fora da terra.

      O universo é mto grande...é enorme. Nós - com toda a tecnologia que temos para explorar o espaço sideral - não conhecemos nem sequer a milionésima parte do universo. Embora ainda não temos evidências de vida inteligente fora da terra, mas há possibilidade de ter. E é da minha opinião que um universo enorme e que está em constante expansão, é mto desperdício de espaço a Terra ser o único planeta com vida.

      E é aí que reside sua arrogância e falta de humildade: em achar que esse universo que é grande pra burro foi criado por um deus só para ele criar um planetinha insignificante (em comparação com esse grande universo) para uma raça de animais inteligentes viver nele e dominar toda a forma que nele existe (caso vc não saiba, é exatamente isso que diz na sua bíblia: que deus criou todas as criaturas inferiores para servirem ao homem, para que ele reine sobre elas)

      Excluir

  29. Michele voce ve o vento pelas obras do vento. Nós vemos Deus pelas obras de Deus. Jesus foi a maior delas.

    ResponderExcluir
  30. Breve diálogo entre um ateu e um teísta leigos:

    Teísta - Você pode ver o ar? O mesmo se aplica a Deus.

    Ateu - Eu não posso confiar cegamente no que vejo ou sinto, pois meus sentidos são muito enganadores. Uma águia tem uma visão muito mais acurada que a humana, um cão tem um olfato mais acurado que o nosso, e assim por diante. Nós só nos sobressaímos na racionalidade, e mesmo assim ainda tenho minhas dúvidas sobre a espécie humana...

    Teísta - Nisto estamos de acordo.

    Ateu - Pois bem, precisamos nos desfocar desse puro empiricismo: "eu vejo", "eu ouço", e desenvolver melhor nosso raciocínio lógico.

    Teísta - Mas você há de concordar que, vendo o mundo e suas maravilhas, tudo isso só pode ter sido criado por Deus. Do contrário seria um absurdo!

    Ateu - Essa é sua opinião; vamos analisá-la. O fato de algo ser ou parecer a nós um absurdo não significa que seja necessariamente falso. A mecânica quântica, pra quem a estudou minimamente, é absurda! Assim como a ideia da Terra girar ao redor do Sol - pensando bem, parece um contrassenso, afinal vemos o Sol se mover e não sentimos o movimento da Terra. Agora, veja esta mesa: é nossa tendência achar que ela foi criada por algo mais complexo, no caso, um ser humano carpinteiro qualquer...

    Teísta - Cuidado com o tom irônico!

    Ateu - Tudo bem. No caso da mesa, ou qualquer objeto designado pelo homem, está correto, mas isso não se aplica necessariamente a tudo: como disse, é nossa tendência achar isso, assim como foi nossa tendência achar que a Terra era o centro do Universo.

    Teísta - São coisas diferentes.

    Ateu - De fato, mas só quis mostrar que é preciso cautela quando atribuímos certas propriedades às coisas. Veja um exemplo: uma célula microscópica chamada espermatozoide se junta a outra célula simples chamada óvulo, ela se divide e multiplica, espontaneamente, e alguns anos depois temos um ser humano completo com consciência! Perceba: algo simples que gerou algo complexo.

    Teísta - Eu ainda vejo isso como obra de Deus. E, de qualquer jeito, o espermatozoide e o óvulo vieram de algum lugar.

    Ateu - Sim, vieram de dois adultos, que por sua vez vieram de espermatozoides e óvulos de outros adultos, e por aí vai. Hoje se sabe, por uma boa explicação (difícil de variar e competir com uma outra explicação, pelo menos até agora), que a evolução das espécies ocorreu tendo partido de um ancestral comum. Ainda não se sabe exatamente como esse primeiro ancestral comum apareceu, mas isso não invalida o fato anterior.

    Teísta - Não me olhe com essa expressão! Não sou desses criacionistas que levam a Bíblia ao pé-da-letra e dizem que o mundo tem dez mil anos.

    Ateu - Menos mau, você subiu no meu conceito.

    Teísta - (risos) Mas ainda acho que tudo, até o Big Bang, foi obra divina, e ninguém poderá me convencer do contrário.

    Ateu - Tudo bem. Agora voltemos ao ar: não podemos vê-lo (em certas condições), mas podemos mensurá-lo: pegue uma bexiga vazia e coloque num balança de dois pesos, depois pegue outra bexiga e encha de ar, daí coloque no outro peso. A bexiga cheia pesará mais, é claro. Poderíamos fazer o mesmo com Deus?

    Teísta - É claro que não, são entidades diferentes.

    Ateu - Exato, caro amigo.

    ResponderExcluir
  31. assim diz Zaratustra, ainda tentando detectar o boson de Higgs...afirmando que apenas a evidência e os fatos são reais, sem considerar que ainda que sejam representáveis, o mesmo não se pode dizê-lo da interpretação dos mesmos...afirmando que apenas há Razão e Lógica, sendo duas operações mentais que não podem ter a exist~encia comprovada por fatos e evidências...ah, os sacerdotes da matéria e os monges da razão...tão certos que sua certeza é mais real do que a de outros...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para um pagão e bruxo, você está bem dogmático e radical, senhor Quintas. Cuidado para não ser queimado pelas chamas da empáfia e da arrogância!

      Excluir
  32. Camargo. minha Bíblia fala dos grandes animais.

    Deus criou as grandes baleias, e todo o réptil de alma vivente que as águas abundantemente produziram conforme as suas espécies; e toda a ave de asas conforme a sua espécie; e viu Deus que era bom. Gênesis 1:21

    E quatro animais grandes, diferentes uns dos outros, subiam do mar. Daniel 7:3


    Porém sobre Ets. Nem passa perto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo 10 de outubro de 2012 19:57
      ...........................................
      Estou falando desse tal de deus ai de vcs e da farsa que é a bíblia...
      Você acredita no que quer acreditar...para mim não existem deus e deuses de qualquer religião, culto ou seita... FATO
      ............................................
      Sou racionalista e humanista, só levanto a questão deste universo imenso, em expansão...a probabilidade de haver outras formas de vida são reais e possíveis (pelo tamanho do universo)...
      ............................................
      Sou a favor da ciência, vocês crebtes em geral criticam sempre a ciência, mas quando estão e apuros, recorrem a ela sem remorsos...(medicina principalmente)...
      ..............................................
      Tenho um vizinho Jeová, que reza, faz aquelas visitas enfadonhas, etc, mas que trata mal os animais, sua mãe, e que recentemente teve que fazer uma cirurgia cardíaca e "graças" a ciência e não a deuses fajutos, está vivo e recuperado, mas que por crendice, se recusou a receber transfusão de sangue porque sua bíblia proíbe...quanta ignorância, pois recebeu uma válvula de "bicho" inferior (porco) e para não morrer, os médicos tiveram que entrar na justiça contra a família para poder fazer as transfusões porque somente o plasma e outros componentes não seriam sufucientes para a sua recuperação cirúrgica....
      ................................................
      Essa crendice vem dos judeus que não aceitavam sangue, frutos do mar e suínos....kkkk
      ..............................
      Só falta agora ele comer ums camarões para festejar sua vida....que absurdo...mas se fosse seguir sua fé, estaria morto, ou como diz: "do pó viestes e ao pó voltarás"....
      ...................................
      Não queremos saber suas opiniões e argumentos contra os ateus, só queremos ter nosso espaço de questionar e conversar...
      è por causa dessas religiões, que muitas guerras aconteceram e acontecem, muitas mortes e muita dor é causada em nome de deus e das religiões...
      ....................................
      CAMARGO

      Curitibanos - SC

      Excluir
  33. Para mim está provada a inexistência de deuses pelo simples fato de que as suas qualidades inerentes são incompatíveis.
    Como poderá um onipotente ser onisciente?
    Não terá ele o poder de criar um segredo tão inexpugnável que nem ele possa saber?
    Se pode, não é onisciente, se não pode, não é onipotente.
    Esse velho paradoxo é a revelação!

    ResponderExcluir

Postar um comentário