Apresentador da BBC chama criacionistas de estúpidos

Jeremy Paxman
Jeremy Paxman fez menção
às "bobagens religiosas" 
O caso aconteceu ao final de julho, mas ainda repercute: em uma pergunta ao cientista e militante ateu Richard Dawkins, o apresentador Jeremy Paxman (foto), do programa BBC Newsnight, disse que quem acredita no criacionismo são “pessoas estúpidas”.

A referência ocorreu nesta pergunta de Paxman: “Você se importa com a existência de um monte de pessoas estúpidas [criacionistas] em seu redor?”

Resposta de Dawkins: “Na verdade, sim. Eu me importo com o fato de as crianças [das escolas] estarem sendo enganadas por essas pessoas estúpidas”.

No mesmo programa, Paxman se referiu às "bobagens religiosas" do Novo Testamento que as pessoas têm de absorver por causa da lavagem cerebral feita desde criança e considerou os criacionistas como "extremistas".

Cristãos pediram punição ao apresentador, mas a BBC se recusou.

Inicialmente, a emissora afirmou que Paxman não quis ofender os cristãos porque a sua intenção foi de fazer perguntas incisivas a Dawkins, como é de seu estilo. Depois, o mais alto escalão editoral da BBC admitiu ter o apresentador se excedido, mas não seria o caso de adverti-lo. Tampouco o apresentador se desculpou.

O episódio revela como tem sido tenso o relacionamento entre os cristãos e uma sociedade britânica que caminha a passos largos para a secularização. A própria BBC tem sido acusada de ser anticristã.

"Você se importa com este monte de gente estúpida?"


Íntegra do vídeo.





Com informação do The Guardian.

Escolas americanas cristãs ensinam que monstro do Lago Ness é real.
junho de 2012

Evolução e criacionismo.

Comentários

  1. Por que a polêmica? Ele não disse nada de errado. LOL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bastava chamar de criacionista. Criacionista estúpido é pleonasmo.

      Excluir
    2. Se fosse um programa onde um religioso chamasse um evolucionista ou ateu de estupidos, logo haveria protestos e a punição. Como é ateu ofendendo religioso, não há punição!

      Excluir
    3. A questão quem é realmente estúpido nesse caso? O criacionista que não tem evidência e simplesmente joga "verdades" em cima da criança.
      Ou o evolucionista, que tem 200 anos de estudo, desde Darwin, com milhares de evidências PALPÁVEIS, que ensina a criança a se questionar?

      Excluir
  2. Falou bem, hahahaha.
    Nem tem do que pedir desculpas, esses religiosos é que deveriam se desculpar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os evolucionistas são estupidos? Sim, muito idiotas pelo fato de manipularem a verdade cientifica para da vazão a lenda de que as formas de vida evoluiram.

      Excluir
    2. Uma conspiração da qual fazem parte milhões de cientistas mundo a fora.
      É, faz sentido! ¬¬

      Excluir
    3. Concordo, a evolução dos seres vivos é uma LENDA.

      Obviamente, devemos acreditar que viemos do barro (das costelas, para as damas), e somos fruto do pecado de Eva ao ser enganada pela Serpente.

      Excluir
    4. E vc sugere q seu deus invisível e mágico tudo criou? Provas por favor ¬¬

      Excluir
  3. Ue? Mas a definição de criacionista não é de "pessoa estupida"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, não é não. Mas a definição de pessoa estúpida é "intolerante". Tá disposto à um diálogo?

      Excluir
    2. Criacionistas são estúpidos pq eles manipulam e ignoram fatos ao favor daquela lendinha que eles acreditam cegamente. Ou seja, eles são desonestos intelectuais (esse negócio de desonesto intelectual é nada mais nada menos que um termo elegante pra idiota, estúpido, mentiroso que é exatamente o que esses criacionistas são)

      Excluir
  4. Porra... eu vi essa entrevista toda... o apresentador não é menos estúpido do que os criacionistas que acusa.

    ResponderExcluir
  5. eles podem nos chamar de assassinos, criminosso e tudo mais, agora qdo alguem fala algo contra eles! nossa! Eles ficam ofendidinhos!

    ResponderExcluir
  6. Particularmente eu costumo gostar desse tipo de declaração, mas sei que não ajudam em nada na construção de tolerância. Infelizmente, parece que os lados do problema não gostam muito dessa atitude (a tolerância). Enfim, se eu fosse ele, não teria dito dessa forma, não constrói e não dialoga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim meu caro. Mas há certa dificuldade em encontrar essa tolerância para o diálogo entre os ateus (na verdade, tanto quanto entre os religiosos...). A estupidez é irmã da intolerância, e são as maiores solapadoras da verdade...

      Excluir
  7. A matéria está de parabéns, como já se era esperado deste grande site. Mas tenho uma observação: O vídeo da entrevista está fora dessincronizado. #rumoaosecularismo

    ResponderExcluir
  8. Qual o nome do programa/entrevista q ocorre isso? Já tem no youtube?

    ResponderExcluir
  9. Eu percebi que o modus operandí dos criacionista é tudo igual, textos overkill recheados de falacias e frases feitas e ataques pessoais e um festival de todas as falacias possíveis. As preferidas deles são, apelo a antiguidade ou a tradição, apelo a vaidade, apelo ao preconceito,apelo ao ridículo, apelo a ignorância, argumentum ad lapidem, repetição nauseante,apelo a autoridade,discurso prolixo, bulverismo,complexo do pombo enxadrista, o deus das lacunas, egocentrismo ideológico etc etc etc...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chamar alguém de estúpido não é, bem vejamos... argumento ad hominem???

      Excluir
    2. Nesse caso, não! É apenas uma constatação da realidade!

      Excluir
    3. "Nesse caso não"... tá bom, então... A estupidez é uma cegueira, pra quem quer ver a realidade.

      Excluir
  10. Realmente são uns tolos aqueles que crêem no criacionismo. Temos mesmo é que mostra a eles o quanto não é natural a vida que eles levam, e que de forma ditatorial, querem impor essas crênças absurdas às crianças, enquanto elas, nem mesmo podem escolher entre o certo e o errado, realidade e fantasia.
    O ateísmo é algo natural a todos os humanos; a religião é uma perversão da natureza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A natureza que se foda. Não sou ateu pq é natural.

      Excluir
  11. A evolução é tão "inteligente" "que se lembrou" de por perfume nas flores, combinando beleza, generosidade e perfume em um só ser. Louvado seja o Deus criador.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amorphophallus titanum, conhecida como a flor-cadáver foi esquecida pelo "Deus criador"?

      Excluir
    2. Não é que deus só fez as coisas bonitinhas, as doenças os vírus as pragas as flores fedidas não foi deus que fez..crente é uma bost* mesmo pffff...

      Excluir
    3. E esse deus também foi tão burro que criou bactérias causadoras de doenças, além de ser tão carente que quer que todo mundo viva só pra ele.

      Excluir
    4. Isaque (Filho de Abraão), podes me mostrar qual a generosidade de uma flor?

      Excluir
    5. Desculpe, te chamei de Isaque, mas de repente pode ser Ismael!

      Então leia assim:

      Isaque ou Ismael....

      Excluir
    6. Tu gosta mesmo de ser humilhado em público, heim, crente?

      Vem cá, tu é masoquista?

      Att.,

      Espancador de Pastores

      Excluir
    7. Abraham's Puppy (Filhote de Abraão)

      Algumas flores têm perfumes agradáveis para atrair insetos pegar o pólen dessas flores e consequentemente dar uma ajudinha na proliferação de sementes que ajudarão a ter mais flores daquela espécie.

      As flores não têm um cheirinho gostoso apenas para nós seres humanos sentirmos ou para darmos às nossas respectivas namoradas ou esposas ou amantes.

      Se bem que tem flores que fedem mais do que fralda suja de cocô.

      Excluir
    8. Deus criou tudo perfeito. Mas a

      terra foi amaldiçoada por causa do pecado do homem, à partir daí entrou espinhos ,abrolhos e toda a sorte de males. Deus restaurará o estado original da terra brevemente. Mas os ímpios infelizmente não viverão nela.

      Excluir
    9. "Deus criou tudo perfeito. Mas a terra foi amaldiçoada por causa do pecado do homem"

      O que me assusta nos crentes é que sofrem de um delírio tão bizarro que não veem a contradição gritante em afirmações como nessa frase. Não há jeito de argumentar racionalmente com uma pessoa assim. Lamentável.

      Excluir
    10. Filho de Abraão.

      Então os leões não terão mais dentes pontiagudos e não comerão mais carne, só resta saber quando será esse brevemente, será daqui a 1 bilhão de anos?

      Excluir
  12. O Criacionismo tem como base a vaidade humana.

    Esse ser insignificante, que habita um planeta sem a menor importância em escalas cósmica se acha a cria de um deus.

    Tudo pra poder satisfazer sua vaidade...

    E ele ainda se consideram humildes.

    Imagina se não fossem...

    ResponderExcluir
  13. A evolução não cria produtos finais e completos do nada e de uma única vez. Quem supostamente faz isso é o seu deus. A evolução adiciona detalhes ao acaso ao longo de eras e cada detalhe só fica porque trouxe algum benefício para o ser que o tem. Com certeza as primeiras flores nem se pareciam com as flores que temos hoje em dia. A beleza, o perfume e o néctar só vieram depois, em tempos diferentes, como um resultado direto do benefício que trouxeram ao atrair mais insetos para levar o pólem e com isso mantiveram a linhagem destas plantas. E da mesma forma, outros tipos de detalhes são adicionados lentamente, tais como venenos, espinhos, garras, etc. Só de besouros existem 700 mil espécies. Se foram criados por um projetista, certamente ele gosta muito de besouros...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você realmente crê nisto?...

      Excluir
    2. Não se trata de crença. São fatos cientificamente comprovados e facilmente observáveis. Saia da Igreja, vá pra fora, observe a natureza, leia (a Bíblia não, porque ali é pura ficção), estude. Você não tem nada a perder e vai aprender muito.

      Excluir
  14. Por muitas vezes fui a hopitais-maternidades, especialmente para acompanhar, do lado de fora, o nascimento de meus filhos e de meus netos. Tal qual eu, meus filhos foram ensinados a crescerem e multiplicarem-se para que a terra seja cheia, como é narrado no Gênesis. Eu sou feliz por ter nascido de um bom pai e uma boa mãe. Anigamente, eu era um. com a multiplicação, somos sete do mesmo tronco. Espero no Deus de Israel que minha descendência cresça e se multiplique e ajude a cncher a terra, conforme orienta o Deus de Israel, de Isac e de Jacó.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cuidado com esse Deus! Ele se esquece bem facilmente das suas promessas e de seus acordos! Veja que ele já se livrou de Israel, descumprindo soberbamente o acordo que teve com os israelitas.

      Excluir
    2. Primeiro, seu deus é um bosta. Segundo, estamos com mais de 7 bilhões de seres humanos nesse mundo e você pensa em multiplicação para encher o planeta?!?! Pelas asas de Astaroth! A cegueira bíblica é phoda...

      Excluir
    3. /Gigantic Facepalm

      Excluir
  15. O problema do Criacionismo é o de querer extrapolar os limites da crença para transformar-se em ciência.

    Crenças podem ser respeitadas. Agora, quando a pessoa quer fazer delas algo científico é necessário colocá-las em teste utilizando-se o Método Científico. E a Ciência tem que ser do jeito que sempre foi: fria e racional. Se tais crenças passarem pelo método científico, ok

    A estupidez está, justamente, em querer dar a crenças religiosas CRISTÃS um status de científico.

    ResponderExcluir
  16. BBC anticristã? Imagina. Os vários documentários que ela produz com o Dawkins, bem como séries como "Atheism: A Rough History of Disbelief" e sua extensão "The Atheism Tapes" não são nada anti-religiosas :-)

    Gostaria que as emissoras brasileiras produzissem bons materiais como os que a BBC produz. Seria muito melhor que aquelas novelas retardadas....

    ResponderExcluir
  17. Agora comparemos isso com o que os espíritas e outros estão fazendo sobre aquele quadro do Fantástico, Phantasmagoria (algo assim, se não me engano).

    E vejam só: espíritas! Pessoas que eu até já elogiei antes... Nem tão tolerantes assim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei não, viu amigo? Aquela matéria diz que a Folha de S.Paulo falou(noticiou), mas a Globo nega tal pressão, provavelmente a própria Globo mudou seu plano para não "queimar-se" com essa parcela da população que lhe dá audiência.

      Excluir
  18. Chamar ateu de assassino e culpá-los de todos os males do mundo pode agora chama os fanáticos de estúpidos pra ver se eles não rodam a baiana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não rodam a baiana, e sim bombas e facões.

      Excluir
  19. Nem conhecia esse cara! Agora me tornei fã número um dele, por dizer uma verdade real. Digo, do mundo real!

    ResponderExcluir
  20. PARA TUDO! Parece que não há nenhum problema com o título de "estúpido", aqui, há? É preciso entender bem o que é ser estúpido. E pra isso basta ler as respostas à este post, acima... (Ô SEU PAULO LOPES! É isso que você pretende com seus textos?!) Não... não quero defender alguns religiosos de suas cegueiras ritualísticas, de fato, tão estúpidas quanto o reducionismo físico-químico dos processos naturais da vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato não há problemas com o título de “estúpido”, pois o não foi o Paulo Lopes que disse tal coisa, mas sim o apresentador da BBC e ele apenas colocou isso em seu título. Agora vê se relaxa Rainha do Drama.

      Excluir
    2. O mano, eu não disse que o Paulo Lopes disse "estúpido". Eu o questionei se era a intenção dele provocar tanta estupidez dos interlocutores de seu texto. E não me referi ao "título" do texto dele tb, me referi ao adjetivo (título) "estúpido" dado às pessoas. Relaxa aí, cara, e vamo conversar direito! Afinal, vc não disse nada sobre o q eu me referi como estupidez de fato.

      Excluir
    3. "PARA TUDO! Parece que não há nenhum problema com o título de "estúpido", aqui, há?"

      -Ou você não se expressou muito bem...

      Excluir
    4. Talvez você não tenha me entendido bem, garoto. Mas td bem, já te re-expliquei na resposta. E eu disse tb que vc não respondeu ao principal assunto em questão.

      Excluir
  21. Bota um ateu na tv, e os cristãos dão chilique dizendo que é anticristã.

    ResponderExcluir
  22. Este apresentador está de parabéns!
    Felizmente, ainda resta alguma esperança na TV, ao menos na BBC...

    Quanto aos espíritas incomodados com a Globo, este são tão oportunamente tolerantes quanto os evangélicos o eram num passado próximo. Ademais, a ramificação espírita do cristianismo é um tanto mais sutil para defender a imposição social de seus dogmas...

    O mundo não pode seguir rastejando por conta das barricadas dos religiosos conservadores. Que os tratores abram caminho para seguirmos em frente e sairmos deste lamaçal obscurantista!

    ResponderExcluir
  23. Quando voce explica com argumentos racionais, claros e cristalinos, e ainda assim o interlocutor não entende, porque esta com a cabeça embotada. A tendencia é perder a paciencia.
    Todos sabem que os criacionistas, são estupidos e não aceitam o obvio. Estamos no seculo XXI, e homens presos a lições do passado, ainda devem acreditar que a terra é chata. Na medida que suas crenças vão sendo explicadas eles vão adaptando o discursso. É de perder a paciencia, ai eles chamam de intolerancia religiosa, mas é intolerancia a burrice e esta é politicamente correta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente.

      Excluir
    2. ...intolerância à burrice...

      Excluir
  24. Punir quem? O apresentador? Agora falar a verdade merece punição? Querem punição para quem fala mentira então é só ir nas igrejas e prenderem padres,pastores, rabinos e todos os pregadores de todas as religiões.

    ResponderExcluir
  25. Por que tnato escarcéu? Só porque o apresentador proferiu um autêntico pleonasmo?

    Att.,

    Espancador de Pastores

    ResponderExcluir
  26. O camarada deste site está zoando os ateus, hein ...

    Veja a figura ...

    http://holofote.net/quem-nao-cre-que-o-homem-veio-do-macaco-e-estupido-entende-apresentador-da-bbc/

    Humm!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O homem não veio do macaco.

      Excluir
    2. @WillPapp, o que os criacionistas entendem por evolução pela seleção natural é mais ou menos isso: http://twistedspeedo.com/?p=769

      Excluir
    3. Essa falácia que os criacionistas repetem sobre a 'teoria dos macacos' é de doer. Ninguém é tão débil mental ( a menos que o seja de fato )a ponto de não compreender o Darwinismo! Ele nunca disse, como a crentalhada diz, que homem e macaco são a mesma espécie, ou que o homem veio do macaco. Eles, que são primatas, têm um ancestral em comum. Isso é outra coisa totalmente DIFERENTE. Precisa ser muito burro ou fingir ser muito burro para não entender.

      Excluir
  27. Deus criou tudo perfeito. Mas a

    terra foi amaldiçoada por causa do pecado do homem, à partir daí entrou espinhos ,abrolhos e toda a sorte de males. Deus restaurará o estado original da terra brevemente. Mas os ímpios infelizmente não viverão nela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filhotinho de Abrãao

      Pelo bem do argumento, vamos supor que seu deus existe de fato e que ele realmente criou td. Então é bastante incompetente, já que nada nesse mundo é 100% perfeito.

      Qto ao pecado do homem, seu deus tentou eliminá-lo de uma vez por todas ao eliminar quase toda a humanidade e destruir várias cidades que não viviam de acordo com seus caprichos. Isso não adiantou.

      Mtos anos depois, enviou a si msm como seu filho pra sofrer na cruz durante 3 dias pra salvar a humanidade dos pecados passados e futuros. Isso tb não adiantou pq pecados ainda existem aos montes.

      Se pecados ainda existem, a culpa é do seu deus e não nossa. Se ele realmente quisesse o mundo livre de pecados, era só criar uma raça inteligente incapaz de pecar. Afinal, seu deus é todo-poderoso e deveria ser capaz de criar uma raça perfeita, 100% obediente à ele e incapaz de cometer qualquer pecado. Das duas, uma: ou seu deus não é tão poderoso assim ou então isso prova que seu deus é um sádico que dá o tal livre-arbítrio para as pessoas só para ver a maior parte delas gritar, espernear e sofrer no inferno.

      Assim sendo: o seu deus, deveria ser demitido do posto de criador do universo.

      Excluir
    2. Bastante confuso o deus de amor sabia que o homem iria ter a queda ou não sabia? Mais ai o homem tem a queda que ele já sabia que iria acontecer e cria um monte de coisa ruim pra castigar os homens do ódio que ele já sabia que iria sentir quando o homem pecasse? E depois vai fazer tudo ficar bonito de novo??

      Excluir
    3. (...)Aos especialistas em lógica não
      escapou que onisciência e a
      onipotência são incompatíveis entre
      si. Se Deus é onisciente, ele já tem de
      saber que vai intervir para mudar o
      curso da história usando sua
      onipotência. Mas isso significa que
      ele não pode mudar de ideia sobre a
      intervenção, o que significa que ele
      não é onipotente.

      Richard Dawkins

      Excluir
    4. Filho de Abraao, acorde volte para a terra firme enquanto vale a pena.

      Excluir
    5. "Deus criou tudo perfeito. Mas a terra foi amaldiçoada por causa do pecado do homem"

      O que me assusta nos crentes é que sofrem de um delírio tão bizarro que não veem a contradição gritante em afirmações como nessa frase. Não há jeito de argumentar racionalmente com uma pessoa assim. Lamentável.

      Excluir
    6. Kkkkkkkkk....Realmente.

      Excluir
  28. Meus avos sao criacionistas, se ele disser isso na minha frente leva uma voadora. rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas é claro, voce demonstra o amor pelos seus avos, mas não tem argumento.

      Excluir
    2. Voadoras tambem sao formas de amor

      Excluir
  29. Voadora foi uma brincadeira, logicamente. Os lideres do movimento criacionista, esses sim merecem ser chamados de estupidos, e acima de tudo de fanaticos e desonestos. Mas existem pessoas que creem em algo de forma ingenua, e acho mais facil convencer estas tratando o assunto de forma delicada, com carinho, sei que todos aqui devem ter familiares e amigos criacionistas, evangelicos e tudo mais. As vezes sinto falta de um movimento secular mais light, nem todos que creem e seguem fanatismos sao fanaticos, muitos apenas acreditam por falta de instrucao e nisto vem a importancia de um ensino de BASE de qualidade. Meus avos mesmo nunca frequentaram a escola, eles viviam em sitio no interior de MG, trabalhando desde cedo, e eu tenho muito respeito por eles e pela fe deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! finalmente, um equílíbrio aparente pra tratar do assunto! Cara, eu acho que eu sou um desses que crêem em algo, de forma "ingênua", talvez, e disposto a "ser convencido", tratando do assunto de forma delicada! Será que você é quem sabe o que "crê", sêm ingenuidade, pra me convencer?! Se sim, vamo lá: Eu sou criacionista! O que há de errado nisso?!

      Excluir
    2. . (13 de agosto de 2012 17:55)

      Bom, vc tem todo o direito de acreditar no mito do criacionismo até o dia de sua morte. Mas - por favor - contanto que não venha com desonestidade intelectual pra cima da gente e nem venha defender que o criacionismo seja ensinado nas escolas durante as aulas de ciências "como uma explicação alternativa à Teoria da Evolução".

      Criacionismo é mito, não é ciência e o lugar de isso ser ensinado é nas aulas de religião, não nas aulas de ciências. Poxa, não se vê um professor de biologia ensinando a Teoria da Evolução, abiogênese, sopa primordial, etc, em aulas de catecismo, não é?

      Excluir
    3. Se voce tem conecimento basico de biologia, ja deve saber que a teoria da evolucao faz muito mais sentido que o criacionismo, busque videos com debates sobre o assunto e veras que nao existe motivo alguem que sustente sua posicao. Se nao tiver esse conhecimento basico, pesquise. Existe muitos videos bons e mesmo livros se preferir. Agora se apos tudo isso, preferir manter sua fe em algo que nao tem embasamento, fique a vontade, mas seja sensato e mantenha isso para si, como fé pessoal.

      Aceite que o melhor para sociedade é o metodo cientifico e o uso da razao, entao enquanto a Teoria da Evolucao parecer correta, como temos certeza hoje, nao se oponha a ela, e nao defenda criacionismo em escolas pois é absurdo e viola o estado laico. Imagine se ensinagem, ao inves do genesis, o criacionismo islamico, como voce se sentiria? Entao, por isso o estado deve ser laico e seguir oque a ciencia mostra. E, por favor, se tiver filhos, deixei que eles aprendar ciencia e evolucao, mesmo se disser a eles que como cristao, exclusivamente pela fé, voce se mantem criacionista.

      Mas escute, amigo, o cristianismo nao exige ser criacionista e o genesis, assim como o apocalipse, tem varias interpretacoes e cada vez mais, os teologos e cristaos importantes veem eles como alegoricos e nao literais. Busque por autores como o famoso geneticista Francis Collins, se voce ler A Linguagem de Deus, vai ver que evolucao nao vai contra sua fé.

      Um abraço e fique com Deus, desejo tudo de bom, embora eu nao acredite nele.

      Excluir
    4. Certo, pessoal. Agradeço pela manifestação ao meu direito pessoal de uma opinião filosófica. Mas entendam que não quero apenas me apartar de vcs com meu direito e opinião e, é claro, nem desrespeitá-los nas reservas de suas crenças... Estou propondo um diálogo entre visões "opostas", guardando um possível sentido filosófico comum, em busca de alguma verdade.
      É claro que pra isso é necessária uma pura honestidade intelectual que, na verdade, é o que nos une em uma só linguagem, apesar das visões antagônicas. E estejam certos de que a minha opinião criacionista , absolutamente, não anula nossa limitada racionalidade para compreensão da vida. Assim, ser criacionista pra mim não significa, de imediato, negar a teoria da evolução! Embora não seja minha especialidade a compreensão desses processos biológicos de evolução, acredito numa possibilidade de sua verdade. E mais: me parece, desta forma, que não há divergência alguma entre evolucionismo e criacionismo! E, então... qual seria o dilema do nosso debate?
      Bem... a questão é que ser criacionista significa acreditar que alguma entidade superior à nossa natureza material criou esta ordem que chamamos de vida, e o universo. Ou seja, dEUS (ou como vcs preferirem...). E aqui parece haver divergência, certo? Então, não discorremos sobre a evolução ou não das espécies, se o homem veio do macaco ou do barro... e muito menos se isso deve ou não ser ensinado nas escolas (onde eu acho que as crianças devem ser ensinadas a pensar, e não a repetir e sair gritando estupidamente o que não entendem plenamente...). A questão, em suma, é se há ou não um Deus criador desta ordem. E dissecando mais esse ponto, eu os questionaria: existe espiritualidade? existe alma?! Ou somos apenas uma matéria física e química, que desenvolve e se transforma com o passar do tempo?! E a partir disso eu traria a questão se existe Deus.
      E aceitando que o melhor para a sociedade é o método científico e o uso da razão, me ajudem, racionalmente, a compreender isso aí! Porque se eu for apenas um monte de átomos reagindo entre si, isso quer dizer que a minha racionalidade é mero resultado de processos irracionais... (pode isso?!). Será mesmo que por traz de todos esses nossos processos físicos vitais, na nossa ordem experimentada, não tem mesmo uma inteligência controladora? Pensem, por analogia, nesses computadores que usamos agora. Com toda complexidade computacional e potencial calculista que eles têm, eles podem desenvolver alguma racionalidade própria?! Ou todo o seus mecanismos físicos, eletrônicos e, por fim, seus cálculos... dependem de um outro agente que os criou e os controla (você!)? Vale repetir que não estou negando, aqui, a teoria evolutiva! Só quero saber como pode o tal Bóson de Higgs, por exemplo, ter surgido do nada e dado origem a tudo! Não me parece nada racional e nem honesto, intelectualmente, acreditar que "tudo veio do nada" (viu Mr. Krauss e Sr. Paulo Lopes, mais uma vez!).

      E pra finalizar, devo enfatizar que eu não disse (ainda) que sou cristão, nem anti-islâmico, ou o que for. Eu disse apenas que sou criacionista e que, portanto, acredito em Deus. Pedi que me ajudem a compreender se isso é verdade ou não. E se nenhuma revolta anti-religiosa impedir esse debate, talvez possamos evoluí-lo um pouco mais à compreensão dos "mitos" ou "bobagens religiosas". Por hora, espero também não ter sido estúpido...

      Excluir
    5. Eu nao vejo problema na sua visao de teismo e criacionismmo, e acho que quase ninguem ve. Tenho uma discordancia veemente com os adventistas que dizem que a terra tem 6 mil anos e coisas deste tipo, e com os fanaticos que se acham donos da verdade.

      Nao concordo com sua visao pq sou cetico, nao sabemos se Deus existe ou nao, nao tendo evidencia empirica nenhuma, e observando o universo e seu funcionamento, vejo que a hipotese de Deus se torna totalmente desnecessaria e logo nao a concidero, sou agnostico e ateu neste sentido.

      E acho que o ceticismo e a melhor visao pq quando deixamos ele de lado e comecamos a ter fe sem evidencia, podemos acreitar em que quisermos. Eu posso crer em Alah, Jeova, ou moldar um Deus que eu queira, e nao vejo nada de errado nisto, mas quando as pessoas realmente creem nisto, querem provar e mostrar a "verdade" delas ao mundo, as vezes de forma autoritaria.

      Ainda sobre a necessidade de Deus, nos humanos gostariamos e talvez achemos ele necessario, mas neste sentido a justica e a paz absolutas tambem sao necessarias e nem por isso elas existem, por isso as religioes sempre oferecem um senso de justica universal e uma alma eterna ou coisa parecido, pq e oque queremos e dai as pessoas se deixam enganar.

      Excluir
    6. Quanto ao universo ter surgido do nada ou nos darmmos sentido as coisas, nao somos nos que damos, nos observamos oque ja existe. Como existe nao temos certeza ainda, talvez nunca saibamos, mas definitivamente nao necessita de um Deus ou um ser interligente, pode ser que os universos surjam de forma espontanea e que existam muitos deles, como diz a teoria do Multiverso.

      E se Deus existe, quem criou Deus afinal... talvez vc me diga que ele e eterno, mas se ele pode ser eterno, vamos pular uma etapa e dizer que o proprio universo e eterno. O bingbang nao criou o universo, ele ja existia mas era minusculo e ali comecou a espandir. Talvez ele viva um ciclo eterno de expande e diminui e estejamos na epoca de espancao, ou talvez expanda eternamente.

      Em ultimo hipotese, talvez nao saibamos. Nao existe motivo para utilizar o Deus da lacunas.

      E quanto a dar sentido a vida, nossa vida tem valor por si, nao precisamos inventar nada para dar valor a ela. Devemos valorizala por sermos humanos e a dos animais por terem vida, consciencia e sentimento como nos.

      A realidade e oque podemos analisar e observar no metodo cientifico, qualquer coisa fora disto e fantasia. Verdade absoluta nao existe e nunca vai existir, sao conceitos alem da razao, como o infinito, a perfeicao, a eternidade...

      Excluir
    7. Caro, desculpe a demora pra resposta. A família me impediu. E mais desculpas pelas respostas longas q posto.. Mas espero que a antenção que dispendo em escrever seja correspondida na leitura.
      Devo dizer primeiro q suas idéias são bem afins às minhas, embora não as opiniões. Termos e questões que você coloca já foram muito questionadas por mim tb. E a despeito do seu pacifismo ( ou relativismo, talvez) em "não ver problema" na minha visão, ao mesmo tempo discordando..., peço licença para invadir um pouco sua postura cética, em busca das respostas que vc propunha com algum convencimento possível e delicado à criacionistas... Acredito que esta invasão é positiva, evitando-se o risco de um relativismo sem rumo.

      Excluir
    8. Afinal, se não há verdade absoluta, todos os nossos esforços em estudar, ensinar, saber ou descobrir são totalmente sem rumo, e em vão. E é claro que este relativismo compromete definitivamente o método científico. Aliás, parece que aí reside uma grande fragilidade do método científico (e aproveito para corrigir um possível entendimento equivocado na minha resposta anterior de que o metodo científico, por si só, seja o melhor para a sociedade. Não proponho a fé, diretamente, como algo melhor, pra não parecer estúpido... Mas um caminho filosófico parece muito viável). É fato que a ciência não explica tudo, e nunca vai explicar. Mas assumir, a partir disso, posturas céticas ou relativistas pode ser uma cilada perigosa (embora confortável...). Por um lado, relativizar tudo, assumindo uma lógica pessoal e variável de pessoa pra pessoa, contexto a contexto ou cultura a cultura, é aceitar a doença dos loucos, especialistas em crêr em suas razões apartadas, indiferentes à “outras verdades”... E por outro lado, assumir uma postura cética dizendo que o que não se pode explicar ou entender é porque não existe ou não faz diferença, é uma negação covarde de verdades evidentes. É como dizer que se não posso explicar os dilemas do amor é porque ele não existe, ou eu não preciso dele... e eu optaria, então, por me recolher ao silêncio da solidão onde ninguém haveria de me incomodar... Contudo, a covardia do silêncio sem respostas grita alto em mim, em busca de um aconchego seguro e um amor perfeito... E aí o inexplicável ou desconhecido, necessariamente, começam a nos influenciar. Não parece nada coerente dizer que o desconhecido, inexplicável, ou “conceitos além da razão” são, portanto, inexistentes, e/ou não fazem diferença... Imagine-se, por exemplo, dirigindo seu carro em estrada sinuosa, atrás de um caminhão lento, intentando ultrapassá-lo. Embora você não conheça o que há além da curva que se aproxima, em sã consciência você temeria ultrapassar o caminhão. Talvez por haver sinais que indiquem perigo, e por você reconhecê-los. Mas é fato que sua decisão de ultrapassar estará condicionada ao seu temor pelo desconhecido (não ultrapasso porque não sei o que há depois). E esteja certo de que por este temor sua viagem será muito mais segura. Pois bem... acredito que é justamente por este temor que começamos a dar razão às coisas, numa viagem segura e, portanto, mais certa de chegada ao destino. Mas entenda... não me refiro ao aspecto “medo” do temor, mas ao respeito. Um reconhecimento de que se a minha visão não avança meus limites, não devo achar que ela é plena e, portanto, reconheço que a plenitude está além do meu horizonte. E, novamente, isso influencia minhas atitudes. Embora a paz e a justiça absolutas, por exemplo, sejam desconhecidas, reconhecer a sua existência é que me faz buscá-las diariamente (pois, afinal, se elas não existem, porque buscá-las? Aliás, se elas não existissem mesmo, mesmo que eu as desconheça, como poderia almejá-las? – e eu as almejo...). Bem... mas concordo com você que, daí, as religiões podem oferecê-las a seu bel prazer... ou à razão de como a entendem, de acordo com seus credos. Mas embora este seja também o grande problema do relativismo das ciências, isso não significa a inexistência do absoluto, verdadeiro. Isso apenas revela nossa falha em querer assumir o lugar de donos da verdade ou de donos da plenitude de conhecimento, da razão, negando nossos limites. “A glória está bem diante de nós, mas não podemos apreendê-la...” (vc já ouviu esta frase?). Mas em sã “con-ciência”, é mais coerente aceitar o condicionamento da razão humana. É uma questão de humildade aceitar a existência Deus, não como preenchimento de lacunas, mas pelo reconhecimento de uma soberania à nós, o reconhecimento de um bem perfeito e uma verdade maiores do que a nossas razões esfumaçadas..., ou do que a nossa parca capacidade de comprovação empírica. E esta postura de humildade parece ser muito necessária sim ao ser humano...

      Excluir
    9. Meu caro,

      Realmente o sentido universal não pode vir de particulares. Logo, nós não temos como alcançar o sentido da existência das coisas, ou a gênese da existência das coisas, pois em última análise, nós somos elementos particulares. Porém, a tentativa darwinista é outra forma de tentar encontrar sentido nos particulares. Infelizmente, a natureza é um particular e nela não habita a resposta para os dilemas humanos. Todavia, é um grande equívoco perguntar quem criou Deus. Porque? Aqui estou falando do conceito de Deus que pode ser alcançado por nossas mentes. Vejamos, se Deus é e sempre foi e sempre será não podemos alcançá-lo com perguntas que estão no âmbito da imanência. Isto nada mais é que uma abstração. Perguntar quem criou Deus é uma piada de mal gosto. É a mesma coisa que crer que do nada pode vir alguma coisa, ou que do impessoal pode vir o pessoal.Crianças não nascem de arvores, computadores não surgem do nada, porque com o cosmos seria diferente? Se retirarmos a figura de um criador por trás de tudo que existe, perdemos o sentido para tudo aquilo que existe. Se não há um Universal, não há sentido para os particulares.

      Perguntar quem criou Deus só pode ser piada, ou uma armadilha da lógica (sua entronização ou deificação), ou uma tentativa de fuga por parte do homem que quer fugir de suas responsabildiades morais perante seu criador. Não há outra opção. Ou há um criador ou tudo é um grande absurdo.

      Me responda porque a vida tem valor por si?

      Me responda porque somente o método científico é válido?

      Me responda como o cientista sabe que sabe?

      Com base em que, um cientista pode saber, que o que ele sabe de fato ele sabe?

      Você não tem estas respostas, tudo o que você tem é uma abstração e uma elevação à potência máxima dos particulares que cabem no SEU MÉTODO CIENTÍFICO.

      Excluir
    10. Ora, se deus existe por si mesmo, quem garante que é o Jesus Paz e amor? Veja bem, a existência de uma divindade é uma possibilidade, o problema que eu não posso confundir um 'deus anônimo' com um mito, qualquer um consegue perceber a diferença.

      Me responda porque somente o método científico é válido?

      Ninguém disse que só o método cientifico é valido, mas, temos que admitir que é o melhor.

      Me responda como o cientista sabe que sabe?

      Usando o método cientifico, analisando e observando a natureza, fazendo experimentos.

      Ou suas perguntas são de alguém com extrema ignorância ou um desonesto (duvido muito da primeira opção).
      O método cientifico é um em qualquer lugar.

      Talvez a imagem dê uma pequena ajuda.

      método científico

      Excluir
    11. Bom, sobre Jesus ser Deus:

      - Há historicidade quanto a pessoa de Jesus.
      - O cristianismo é a única religião que pode ser analisada historicamente, seus fatos, estão imiscuídos na história e até seus inimigos testificaram sobre isso.
      - Existem muitas outras argumentações,mas eu não devo ficar aqui tentando te convencer.

      Sobre o método científico: Ninguém disse, e não precisa dizer. Está claro que vocês somente aceitam o método científico.

      Sobre como o cientista sabe que sabe:

      O método científico não pode ser a prova dele mesmo. Ninguém pode provar a si mesmo como inocente. Precisa-se de uma autoridade exterior. A epistemologia exige, sempre, algo que transcenda o próprio método, algo que contenha a resposta, a verdade.

      O grande problema é que os resultados do método científico podem ser, em última análise, o desdobramento matemático dos pressupostos filosóficos norteadores da teoria. Como posso saber que meus pressupostos estão de acordo com os padrões concretos naturais? Na verdade não podemos saber. Achamos que pela repetição do fenômeno temos uma resposta. Eu posso fazer um cálculo mil vezes e chegar ao mesmo resultado. Todavia, só vou saber se estou certo em meu cálculo se existir um gabarito ou conhecer o mecanismo que rege as leis daquele cálculo. Nós podemos observar a existência de leis por conta das nossas experimentações, sem dúvida, mas jamais poderemos confundir esta observação com o conhecimento pleno das leis. São coisas distintas.

      Estas respostas você não me deu. Você usou de uma abstração e tentou lançar uma tática de banalização (o que os neoateus fazem muito bem - o famoso desvio de foco)para fugir do problema epistemológico.

      Espero que admitas que a ciência racionalista, altamente naturalista e mecanicista, não pode responder a todos os questionamentos. Se fizeres isto, não terei problema algum. Agora, se você tentar colocar a sua visão como 'A VISÃO" moderna e altamente racional e correta, então poderei levantar as críticas necessárias.

      Os grandes problemas desta cosmovisão são três:

      -Não responde ao problema epistemológico.

      - Não responde ao problema moral.

      - não responde ao problema existencial.

      A existência da vida, os desvios de caráter e o problema do conhecimento não são objetos científicos. Os cientistas que tentam respodner a estas questões ou saem de seu campo e cometem atrocidades intelectuais por tentarem elevar o método científico `altura máxima

      Excluir
    12. Marquinhos,

      >> "Bom, sobre Jesus ser Deus"

      "Há historicidade quanto a pessoa de Jesus." - e onde - de acordo com a história - diz que Jesus era deus ou era o messias?

      A única obra que diz que Jesus era deus, o messias é a bíblia. De acordo com o judaísmo, Jesus foi apenas um profeta como Moisés. Ele não era o messias e com certeza não era deus.

      "O cristianismo é a única religião que pode ser analisada historicamente, seus fatos, estão imiscuídos na história e até seus inimigos testificaram sobre isso."

      Toda religião pode ser analisada historicamente. O judaísmo (o garoto-propaganda do cristianismo, Jesus era judeu...que coisa, não?); o islamismo, o hinduísmo, o budismo, as religiões pagãs, etc.

      >> "Sobre o método científico: Ninguém disse, e não precisa dizer. Está claro que vocês somente aceitam o método científico."

      Sim, pq este é baseado em evidências. As religiões não são baseadas em evidências.

      >> "O método científico não pode ser a prova dele mesmo."

      Se o método científico funciona, pq não? Pode até não ser o único método existente, mas é o melhor pq funciona.


      >> "Ninguém pode provar a si mesmo como inocente. Precisa-se de uma autoridade exterior. A epistemologia exige, sempre, algo que transcenda o próprio método, algo que contenha a resposta, a verdade."

      Verdade obtida que pode ser obtida pelo método científico. A epistemologia reconhece as evidências e pra ela o conhecimento é objetivo, ao contrário das crenças que são subjetivas.


      >> "Como posso saber que meus pressupostos estão de acordo com os padrões concretos naturais?"

      Fazendo uso do método científico. Se vc tem um pressuposto sobre um determinado fenômeno natural cujas razões são desconhecidas, vc faz experimentos, cálculos,etc pra ver se sua hipótese procede ou não. Se ela procede, beleza. Se não, de volta aos experimentos, cálculos, etc, pra tentar achar uma explicação - que seja baseado em evidências concretas e verificáveis - para aquele determinado fenômeno.

      Excluir
    13. Marquinhos,

      >> "Estas respostas você não me deu. Você usou de uma abstração e tentou lançar uma tática de banalização (o que os neoateus fazem muito bem - o famoso desvio de foco)para fugir do problema epistemológico."

      Eu não sei de onde vc tirou que Shiroyasha desviou do foco.

      >> "Espero que admitas que a ciência racionalista, altamente naturalista e mecanicista, não pode responder a todos os questionamentos."

      A ciência apenas tenta responder questionamentos referentes à como os fenômenos e leis da natureza funcionam. Apenas isso. Não fique dando à ciência objetivos que não lhe cabem.

      Não cabe à ciência provar a existência/inexistência de deuses e do mundo espiritual; tentar dar um sentido às nossas vidas; postular tratados filosóficos; tratar de assuntos metafísicos; responder à problemas morais, problemas existenciais, etc.

      Isso cabe mais ao campo da filosofia que por si só é subjetiva já que cada corrente filosófica possui seus próprios postulados, verdades, visões de mundo, etc.

      Quanto aos problemas morais e existenciais, isso cabe mais às áreas da ciências humanas (não das ciências exatas) como psicologia, sociologia, história, a filosofia tb claro. E tb cabe às religiões tentar lidar com esses assuntos e - no mesmo caso da filosofia - religiões são subjetivas já que cada uma possui crenças diferentes, dogmas diferentes, visões de mundo e verdades diferentes.

      Independentemente se deuses existem ou não, se há vida após a morte ou não e se o conceito de vida após a morte verdadeiro seja a do catolicismo ou do espiritismo ou do Islã, 3x3 sempre será igual a 9; a água sempre será composta de átomos de hidrogênio e oxigênio; o quadrado da hipotenusa sempre será a soma dos quadrados dos catetos: 0,3333333 sempre será uma dízima periódica, o Pi sempre será 3,14...; o vento sempre será o ar em movimento; deu pra entender, né?

      Excluir
    14. Qualquer religião pode ser analisada historicamente, quais são os fatos do cristianismo? Até agora não foi provado à veracidade histórica do Jesus descrito na bíblia, eu particularmente fico muito entusiasmado quando falam de um “Jesus Histórico”, mas não espere que eu acredite que esse Jesus é o mesmo que transforma água em vinho.

      Nós só aceitamos o método cientifico? Não, eu percebi (assim como qualquer pessoa com bom senso) que ele é o melhor meio de compreender o mundo natural, ora o mesmo pode ser dito de você, que “só acredita em Jesus e na bíblia”.

      Os resultados do método cientifico são pressupostos filosófico? Que droga você anda fumando? Por isso tenho antipatia para alguns que se consideram filósofos atualmente.

      Quando um cientista descobre através do método cientifico que vírus X funcionada de uma maneira e que ele pode causar danos a saúde, você simplesmente não pode dizer que “é um pressuposto filosófico”, é um fato verídico e observado, é assim que a ciência funciona, ela observa e tenta entender o mundo natural.

      Você me classifica como neoateu, apesar de eu ser agnóstico, ponto a seu favor, eu desviei do foco? No seu primeiro texto, você diz que a pergunta “Quem criou deus?” é estúpida sem apresentar uma única razão concreta para tal, depois quis desmerecer o método cientifico e a ciência em si, para alguém que é “filosofo das ciências” você faz seu trabalho muito bem, eu expliquei de maneira simples, mas aparentemente algumas pessoas gostam de palavreado em demasia.

      Eu nunca em nenhum momento disse que a ciência tem a reposta para tudo, agora eu pergunto: o que ciências naturais têm haver com os problemas da existência e da moral? Nada, absolutamente nada, cientistas estão ai para explicar o mundo natural, problemas existencialistas e de moral, são de áreas como filosofia, que é completamente subjetiva.

      A ciência nunca se propôs a explicar a moralidade, só porque os cientistas não pode explicar o porquê da vida surgir, não quer dizer que eles não possam explicar como ela surgiu, se você fosse honesto perceberia a diferença.

      Michelle, acho que alguém está de birra porque as ciências naturais atualmente tem mais prestígio do que coisas subjetivas como a filosófica (quem dera que fosse como nos tempos antigos, onde filósofos, também eram matemáticos, astrônomos, etc)

      Eu pergunto ao Senhor Marcos que crer que a bíblia é a palavra de Deus:

      Compostos baseados em carbono (compostos orgânicos, para ser mais exato) podem se originar de compostos baseado em dióxido de silício (SiO2)?

      Excluir
  30. Shiroyasha

    >> ...quem dera que fosse como nos tempos antigos, onde filósofos, também eram matemáticos, astrônomos"

    Quem dera msm se os filósofos de hj fossem como Anaximandro, Pitágoras, Empédocles, René Descartes, Isaac Newton, Galileu, etc...

    ResponderExcluir
  31. Não entendi porque a polêmica se ele não falou nada errado. Criacionistas são sim estúpidos mesmo, não tem novidade nenhuma nisso.

    Meus professores na paleontologia já tiveram problemas com alunos criacionistas que queriam debater a veracidade dos fósseis e se recusavam a sequer tocar neles, alegando que eram coisa de satanás e que eram apenas enganação dos professores. Como se eles pudessem fabricar um fóssil de 200 milhões de anos.

    Quer acreditar que o homem veio do barro, acredite. Vai em frente. Mas ensinar isso nas escolas é uma abominação, um voto para a ignorância, pois existem diversos mitos de criação. Diversos. Se adotarem o criacionismo cristão nas escolas, então adotem dos indígenas, pois nosso país era tradicionalmente de indígenas. Ensinem também os mitos africanos, e também os mitos de criação hinduístas, taoístas... Ou seja, vamos abolir todas as outras disciplinas das escolas apenas pra falar de criacionismo.

    Dá pra perceber o problema? E o que seria dessa molecada, no caso do Brasil por exemplo, no vestibular, quando falarem de evolução, de fósseis e eles tiveram apenas o criacionismo?

    Encheção de saco desse povo, fala sério.

    ResponderExcluir
  32. Qual a diferença entre mulçumano, cristão, judeu ?
    Nenhuma.
    Todos acreditam conto de fadas e juram que é verdade !

    ResponderExcluir

Postar um comentário