Grupo cristão apoia direito de britânico ateu de criticar religião

John Richards
Cartaz de Richards diz que
religiões são contos de fadas
O Instituto Cristão, uma entidade de caridade do Reino Unido, manifestou solidariedade ao britânico ateu John Richards (foto), 89, que corre o risco de ser preso por expor na janela de sua casa cartaz com os dizeres “religiões são contos de fadas para adultos”.

Para Simon Calvert, presidente do instituto, trata-se de um perigoso precedente de restrição à liberdade de expressão.

Richards é um aposentado que mora em Boston, cidade de cerca de 35 mil habitantes a 200 km de Londres. Ele foi advertido pela polícia de que poderá ser preso como base na Lei de Ordem Pública, caso insista em manter o cartaz se houver queixa de alguém que se sente ofendido pela crítica às religiões. Quase a totalidade da população de Boston é cristã.

“Muitos cristãos certamente apoiam o aposentado”, disse Calvert, defendendo um abrandamento na lei.

Ele não disse, mas fica implícito que o seu apoio ao ateu se deve ao temor de que a restrição na exibição de cartaz possa ser estendida às mensagens e símbolos religiosos.

Aprovada em 1986, a Lei de Ordem Pública prevê punição a quer exibir mensagem que possa ser insultuosa e causar angústia. O que obviamente vale tanto para mensagens ateístas como para as religiosas.

Com informação do Christian Post.

Polícia ameaça prender ateu pelo cartaz ‘religião é conto de fadas’.
junho de 2012

Ateísmo.

Comentários

  1. De graça este apoio não é, existe algum interesse ai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tambem concordo com vc a religião tem muita astucia

      Excluir
    2. Cuidado que ódio faz mal.

      Excluir
  2. São coerentes. Há dezenas de sites religiosos que atacam os ateus e o ateísmo. O catecismo da igreja católica dedica uma página inteirinha a esse tema. E estou nem aí para o que esses religiosos pensam ou deixaram de pensam sobre o ateísmo.

    Hoje vivemos um momento em que tenho total liberdade para criticar os rumos da política internacional, culpar a indústria farmacêutica ou duvidar do aquecimento global. Mas se critico uma simples besteira religiosa, sou criticado por ofender os ofendíveis. E ainda corro o risco de ser taxado de antissemita, islamofóbico ou anti-cristão. Isso, quando não for preso ou pagar uma multa...

    ResponderExcluir
  3. Esse é o outro lado do fanatismo.
    Não demitiram (ou ameaçaram) uma mulher só porque usava crucificxo no trabalho.
    O caso do velhinho é idêntico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Máy y yéhé?

      Excluir
    2. Você tem alguma deficiencia mental? Os dois casos não tem nada a ver um com o outro.

      Excluir
    3. 'Os dois casos não tem nada a ver um com o outro' só porque alguns ateístas não querem, pois acham que direitos são apenas para ateus, gays e coisas parecidas, nunca para cristãos.

      Excluir
    4. Unilateral

      E quem disse que ateus são a favor de direito apenas para ateus e gays e nunca para cristãos, seu boca aberta?

      Somos a favor de direitos iguais para todos.

      Não somos nós ateus que são contra direitos humanos e civis das minorias só pq não vivem de acordo com dogmas ultrapassados e idiotas das religiões.

      Excluir
  4. Isso é por causa que estamos falando de reino unido, se fosse aqui, não teria ninguem apoiando.

    ResponderExcluir
  5. O velhinho ateu tem o direito de exibir seu cartaz, assim como outras pessoas têm o direito de exibir cartazes com frases como:

    "Ateísmo é doença mental"

    "Homossexualismo é anormal"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha que sobrar para os homossexuais...

      Excluir
    2. Ignorem minha criação ignóbil, ele fugiu, como ele conseguiu se opor a minha vontade eu não sei.

      Excluir
    3. Faz parte. Ateus e gays estão sempre juntos, principalmente para atacar o cristianismo.

      Excluir
    4. paulinismo (leia-se cristianismo) nunca trouxe paz no mundo e sim o contrário

      adoro quando eles se fazem de vitiminhas perseguidas, a que pena do bichim, tadinho tá sendo perseguido pelos malvados e sanguinários ateus descrentes...

      Excluir
    5. Gays estão sempre atacando o cristianismo? E os gays que acreditam em deus? Os que eu conheço pessoalmente, todos acreditam em deus. E eles não costumam atacar os neo-pentelhocostais que usam viseira lateral; estes últimos é que adoram atacá-los.

      Excluir
    6. Demorou, mas apareceu o troll gaykiller!

      Excluir
    7. Tava demorando a Olavete fixada em gays aparecer.

      Excluir
    8. Tava demorando os trolls gays, que aparecem o tempo todo para dar pitis em todos os assuntos, aparecerem também aqui.

      Excluir
  6. Todo mundo tem direito de criticar todo mundo, se quiserem. Liberdade de expressão irrestrita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então o Malafaia pode criticar a quem quiser, não é mesmo?

      Excluir
    2. Pode, mas o que o Malafalhada faz não é criticar, e sim estigmatizar pessoas ou incitar ódio ao promover preconceito.

      Excluir
    3. Mala(fala) classifica pessoas como inferiores e superiores. Melhores e piores. Puros e impuros. Dignos e indignos. Abençoados e amaldiçoados. Benditos e malditos.Divinais e desgraçados. Santos ou diabólicos. Isso não é liberdade de expressão.Isso é pregação para a promoção de sentimentos segregatórios e de humilhações.

      Excluir
    4. O Malafaia prega a verdade

      Excluir
    5. a verdade dele,mas cada um pode ter sua propria verdade então eu nao sou abrigado a acreditar que aquilo seja a VERDADE

      Excluir
    6. quem não chora não mama27 de junho de 2012 15:48

      O Silas Malafaia diz o que pensa e o que acredita sobre homossexualismo e qualquer coisa, como os gays e ateus também dizem o que pensam e acreditam sobre cristãos e outras pessoas.

      Dizer que Malafaia não tem o direito de se expressar, pois ele prega "preconceito" e "ódio", é pura choradeira oportunista de gayzistas que se fazem de "vítimas" para melhor perseguir quem discorda deles.

      Excluir
    7. quem não chora não mama,

      O Malafail tem o direito de se expressar. O que ele não tem direito é pregar ódio e preconceito contra pessoas que não seguem a droga da religião dele e que não vivem de acordo com os preceitos dessa mesma droga de religião. E é exatamente isso que ele faz alegando "liberdade de credo religioso".

      Liberdade de credo religioso é sobre se ter liberdade de ter religião ou não. Não é carta branca pra tratar qualquer pessoa cuja crença ou orientação sexual não te agrada com ódio e preconceito.

      Excluir
  7. Liberdade de expressão manda um oi.
    Achei interessante a postura tomada pelo grupo, uma atitude louvável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, atitude louvável.
      Só falta agora vermos grupos ateístas e gays apoiando a liberdade de expressão dos cristãos.

      Excluir
    2. vc fopi irônico né

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Anônimo23 de junho de 2012 22:17

      You Don't Say?
      Not sure if is trolling or just stupid.

      Ass: Shiroyasha (mudei meu maldito nickname.)

      Excluir
    5. Mas eu apóio a liberdade de expressão dos cristãos.

      Mas sou contra a libertinagem de expressão onde preconceitusos idiotas - independentemente de serem religiosos ou não - vomitam seus discursos de ódio.

      Excluir
    6. 'Libertinagem de expressão': direito exclusivo de gays e ateus.

      Excluir
    7. Anônimo (27 de junho de 2012 15:50)

      É msm? Não são os homossexuais e os ateus que acham que liberdade de credo religioso é uma carta branca pra discriminar qualquer um que não segue os dogmas de determinada religião. Vide Silas Malafail

      Excluir
    8. Outro caso de preconceito, dessa vez contra os africanos:

      O pastor Marcos Feliciano (que tb é deputado federal) liga os africanos à descendência amaldiçoada de Noé: "De acordo com a teoria do deputado evangélico, os ancestrais que povoaram a Etiópia, na África, são descendentes de um neto amaldiçoado de Noé chamado Canaã e esse seria o motivo das doenças e da miséria naquele continente, que originou a raça negra. Ao ser recriminado por internautas, Feliciano justificou: 'Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato. O motivo da maldição é a polêmica. Não sejam irresponsáveis twitters'." (http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/marco-feliciano-outro-deputado-contra-gays-e-negros)

      E falou isso tb: "É simples: aconteceu alguma coisa, que a Bíblia não deixa claro, que o deixou extremamente furioso. Não foi apenas o fato de o filho ter o visto nu. De Cão, veio (sic) Canaan e outros filhos que povoaram a Etiópia, ou o continente africano. Por isso sobre a África sempre repousam fome, tristeza e guerra de etnias. Alguns facínoras foram levantados lá, como Idi Amim, Jonas Savimbi, além do vírus Ebola, da Aids. O peso da maldição permanece." (http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/deputado-maldicao-africana-tambem-chegou-ao-brasil)

      Outra fonte: http://noticias.gospelmais.com.br/apos-ser-chamado-de-racista-por-afirmar-que-os-africanos-sao-amaldicoados-marco-feliciano-deixa-o-twitter.html

      Isso é preconceito puro contra os africanos. Ele tem direito à liberdade religiosa e à liberdade de expressão, mas ele não tem direito de tratar pessoas com preconceito.

      Excluir
  8. os paulinstas(afinal, seguem muito mais um lunático chamado paulo) podem falar de descrentes e das crenças alheias...

    eles podem mas nós não

    ResponderExcluir
  9. ele parece aquele pastor do 21 05 2011

    ResponderExcluir
  10. Os crentes podem se enfiar em igrejas, por os auto falantes no máximo e gritar que quem não é da igreja deles não vale merda, merecem o inferno, são aberrações, que devem ser queimados na fogueira (não exatamente com essas palavras mas o sentido é o mesmo), mas um cara não pode por um cartaz dentro de casa que religião é conto de fadas pra adultos?

    ResponderExcluir
  11. O problema é que esse grupo aí não fala pelos cristãos, e muito menos pela Igreja.

    É como aquele CDD ("Católicas pelo Direito de Decidir"): não adianta elas tolerarem o aborto se o Vaticano e os católicos em geral se mantêm intransigentes na ideia de legislar sobre a barriga alheia.

    Infelizmente essa minoria aí não fala pelo grosso (em todos os sentidos) da coisa, portanto não pode servir de parâmetro para determinar uma "sensatez" dos cristãos em geral. Até porque os exemplos diários contrários são em número infinitamente maior.

    ResponderExcluir
  12. É o cúmulo do absurdo, principalmente em um país de primeiro mundo. ainda estamos na era da pedra?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. robson pereira

      Não. Mas alguns religiosos querem que voltemos a viver na Idade Média ou pior: na Idade do Bronze.

      Excluir
  13. Seguinte aí ó manus: Liberdade de expressão é uma faca de dois gumes, e para conviver com ela só seguindo um preceito muito simples: Ninguém tem o direito de se sentir ofendido. Basta-nos o direito de discordar-mos. Agora usar liberdade para de alguma forma diminuir o ser humano, incitando ao ódio e violencia ( O que não foi o caso do senhorzinho )É crime contra Humanidade sim e passivel de punição. Exemplo: Religião é conto de fada (uma opinião) e Religião é conto de fada, todos os crentes devem ser mortos (uma opinião seguida de uma incitação à violencia).

    ResponderExcluir
  14. E então Ateuzada, louvavel esse espaço aberto ao debate, onde inclusive temos de aturar pregações religiosas. Isso aqui é um exercicio de paciência. Entrem em um blog de religiosos e apresentem idéias humanisticas, verão o quanto são tolerantes! Mas cuidado com as pretenções. Poderemos com ações apropriadas até melhorar o mundo. Mas mudá-lo Jamais!

    ResponderExcluir

Postar um comentário