Grupo cristão apoia direito de britânico ateu de criticar religião

John Richards
Cartaz de Richards diz que
religiões são contos de fadas
O Instituto Cristão, uma entidade de caridade do Reino Unido, manifestou solidariedade ao britânico ateu John Richards (foto), 89, que corre o risco de ser preso por expor na janela de sua casa cartaz com os dizeres “religiões são contos de fadas para adultos”.

Para Simon Calvert, presidente do instituto, trata-se de um perigoso precedente de restrição à liberdade de expressão.

Richards é um aposentado que mora em Boston, cidade de cerca de 35 mil habitantes a 200 km de Londres. Ele foi advertido pela polícia de que poderá ser preso como base na Lei de Ordem Pública, caso insista em manter o cartaz se houver queixa de alguém que se sente ofendido pela crítica às religiões. Quase a totalidade da população de Boston é cristã.

“Muitos cristãos certamente apoiam o aposentado”, disse Calvert, defendendo um abrandamento na lei.

Ele não disse, mas fica implícito que o seu apoio ao ateu se deve ao temor de que a restrição na exibição de cartaz possa ser estendida às mensagens e símbolos religiosos.

Aprovada em 1986, a Lei de Ordem Pública prevê punição a quer exibir mensagem que possa ser insultuosa e causar angústia. O que obviamente vale tanto para mensagens ateístas como para as religiosas.

Com informação do Christian Post.

Polícia ameaça prender ateu pelo cartaz ‘religião é conto de fadas’.
junho de 2012

Ateísmo.

Semelhantes