Paulopes

Religião, ateísmo, ciência, etc.

terça-feira, 13 de março de 2012

Conselho investiga médico britânico que orou por paciente

Doutor Scott disse que paciente precisava de Jesus
No ano passado, uma britânica levou seu filho de 24 anos a um médico e, ao sair do consultório, estava perplexa. Durante o atendimento, o doutor Richard Scott (foto) orou pela moça e disse que o mal dele só Jesus podia curar. A mulher denunciou o médico ao GMC (General Medical Council), que corresponde no Brasil ao Conselho Federal de Medicina.

O GMC convocou Scott para que se defenda da acusação de que fez pregação religiosa em seu consultório, tentando obter conversão ao cristianismo de uma paciente. “Ele tentou empurrar a religião para meu filho”, disse a mulher.

O conselho expediu uma advertência, mas Scott se recusou a assiná-la e disse que prefere depor, o que ocorrerá nas próximas semanas.

Scott não poderá alegar que houve mal entendido porque, ao comentar o caso, ele confirmou à imprensa que a religião poderia fazer mais pela paciente do que a medicina. Não há informação sobre o problema de saúde do paciente.

O médico disse que nunca desacreditou a medicina e que aquela reclamação tinha sido a primeira em toda a sua carreira.

Terry Sanderson, presidente da National Secular Society, disse há o agravante de que Scott dá atendimento com o dinheiro público, do Serviço Nacional de Saúde.

O GMC informou que vai submeter Scott a um teste de aptidão profissional e outro para verificar se sofre de distúrbio mental. O médico corre o risco de ter o seu registro profissional cassado.

Com informação do National Secular Society.

'Psicóloga cristã' avisa CRP que manterá em blogs a sua fé.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...