Foto do suicídio no WTC foi para repudiar inferno, diz rapaz

Deus mandou este homem para o inferno?
No dia 5 de setembro, nos Estados Unidos, alguém postou no site PostSecret a foto de um homem se jogando da torre norte do WTC (World Trade Center) no dia 11 de setembro de 2001 por estar desesperado com o ataque terrorista. Ele achou que morreria de qualquer jeito e por isso tomou a decisão de se matar.

Na foto, havia o manuscrito “Deus benevolente não enviaria este homem para o inferno por se matar”. A foto e a inscrição repercutiram nas redes sociais e jornais. 

Agora se sabe quem é o autor da postagem. É o estudante de pós-graduação Michael Convente. Ele disse que a sua intenção foi repudiar a pregação cristã de que os suicidas vão para o inferno.

Convente ironizou os cristãos por afirmar que seu Deus é benevolente, “exceto se você é gay ou resistir à autoridade divina absoluta ou se tirar a própria vida, como fez esse homem que resolveu como morrer”.

O estudante afirmou não ser religioso porque coloca em dúvida a existência de Deus. Falou que combate a ideia do inferno cristão porque, nesse caso, ela causa sofrimento aos parentes de quem se mata.

A questão é polêmica porque todas as religiões condenam o suicídio, o que é um paradoxo porque pregam que o “outro mundo”, o do depois da morte, é bem melhor do que este.

Nem sempre foi assim. No começo do cristianismo, muitas fiéis se matavam de modo a ir logo para o céu. Os sacerdotes proibiram a pratica porque, de certo, temeram ficar sem seguidores. A decisão foi oficializada pelo Concílio de Arles (452).





Com informação do Daly Kos.

O CVV É UM SERVIÇO DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO.
TEL: 141. Atende também por e-mail e on-line