segunda-feira, 5 de abril de 2010

Duas jovens com pulseira do sexo são assassinadas em Manaus

A Polícia de Manaus (AM) suspeita que a “pulseira do sexo”, de argolas coloridas de silicone, tenha sido a causa do assassinato de duas adolescentes. A pulseira de ambas estava arrebentada.

Uma foi esfaqueada na sexta (2) em um bairro da cidade e outra, de 14 anos, foi morta no sábado em um quarto de motel. Não se sabe como ela morreu, mas o corpo tinha hematomas no pescoço.

A moda dessa pulseira começou na Inglaterra como um jogo: a usuária se dispõe a fazer o “carinho” de acordo com o significado da cor de cada argola, quando esta for arrebentada por alguém. A argola preta, por exemplo, seria indicativo de sexo com penetração.

pulseira-cores

Uma funcionária do hotel disse que a garota -- aparentemente alcoolizada ou drogada -- chegou com um homem e que entrou aproveitando-se de um descuido da portaria. O homem saiu sozinho do motel afirmando que a garota tentou roubá-lo. Ela ainda foi encontrada viva no quarto.

Seu pai disse que ela estava sumida havia dois dias e que ficava mais na casa da avó, no mesmo bairro do motel. Falou que tinha proibido-a de usar a pulseira.

Para o Departamento de Homicídios e Sequestros de Manaus, é possível que as jovens, depois de terem a pulseira arrebentada, resistiram a quem as abordou e por isso foram mortas.

Até a noite de ontem não havia suspeitos.

ATUALIZAÇÃO em 5/4/2010

Na tarde desta segunda, a Polícia Cívil de Manaus encaminhou à Justiça pedido para os menores de idade sejam proibidos de usar as pulseiras do sexo. Também solicitou suspensão da venda dos adereços. "Agora vamos aguardar a decisão da Justiça", disse Linda Gláucia de Moraes, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente.

Com informação do Portal Amazônia.

Casos envolvendo a pulseira do sexo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...