Laboratório diz estar normal a vesícula que a Adriana não tem

A vendedora Adriana Visani, 43, levou um susto ao ler o laudo do ultrassom ao qual tinha sido submetido em fevereiro deste ano. O documento dizia que estava tudo bem com o sua vesícula. Mas ela não tinha mais vesícula desde 2006, quando precisou extraí-la.

“Fiquei em pânico. Eu tinha feito a cirurgia três anos antes e eles me disseram que a vesícula ainda estava lá”, disse ela.

laboratorio-CDB Milagre? Não. Foi erro do CDB (Centro de Diagnóstico Brasil), de São Paulo
.
O laboratório (foto) informa em seu site que lá estão “os melhores profissionais do mercado” e que usa “tecnologia de última geração”.

Mas no caso de Adriana, de acordo com informação que seu advogado obteve do laboratório, o médico que a atendeu usou o prosaico “control+C e control+V” do computador no laudo. Ou seja, ele copiou e colou um texto pronto.

Adriana achou, de início, que tinha sido extraído um outro órgão dela, não a vesícula. Ela repetiu o ultrassom em outro laboratório e verificou que o erro foi do CDB. A informação é da Folha.

A Justiça condenou o CDB a pagar a Adriana R$ 7.000,00 por danos morais.
A sentença é de primeira instância, e o laboratório, que ainda não se manifestou sobre o caso, poderá recorrer.

> Alice tem problema em um ouvido, mas o médico operou os dois. (outubro de 2009)
> Erro médico?

Semelhantes

Postagens mais visitadas deste blog