quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Médico acusado de abuso diz que seu procedimento foi profissional

Humberto-de-Araujo-Filho “Tudo não passou de procedimentos profissionais”, disse o médico Humberto Nilo de Araújo Filho (foto), 31, ao ser preso em flagrante sob a acusação de ter violentado uma paciente de 15 anos.

O suposto abuso ocorreu na terça (8) em Senador Guiomard, cidade de 20 mil habitantes do sudeste do Acre que fica a 30 km da capital (Rio Branco).

Pelo relato da adolescente, os procedimentos do médico são de um criminoso sexual.

Ela procurou o hospital da cidade sob a suspeita de estar com a apendicite. E o doutor se aproveitou, disse. “Ele perguntou se eu era virgem, e eu disse que sim. Aí ele afastou a minha calcinha e enfiou o dedo na minha vagina”, disse.

menorA menina (foto) estava com a mãe, que foi impedida pelo médico de acompanhar a consulta. “Ele me falou que alguns exames têm de ser feitos sem a presença dos pais.”

A mãe foi cuidar da casa e, quando voltou, flagrou o médico deitado ao lado da filha, em outra maca, de acordo com a imprensa da região. A mãe e o pai da adolescente deram queixa na polícia.

Emylson Farias, diretor da Polícia Civil, disse que o médico já responde a um processo por estupro e outro por atentado violento ao pudor.

A direção do Hospital Ary Rodrigues não explicou por que um médico com tal ficha foi colocado no atendimento a pacientes.

> Caso Roger Abdelmassih.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...